Busca avançada
Ano de início
Entree

História reprodutiva e estado de saúde geral após episódio de morbidade materna grave

Processo: 11/12091-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2011
Vigência (Término): 31 de outubro de 2012
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Pesquisador responsável:José Guilherme Cecatti
Beneficiário:Gustavo Nardini Cecchino
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Saúde reprodutiva   Near miss   Obstetrícia

Resumo

Introdução: Anualmente, ocorrem mais de meio milhão de mortes maternas evitáveis em todo o mundo, principalmente nos países menos desenvolvidos. A melhoria nas condições de assistência à gestação e ao parto tem diminuído a mortalidade materna, contudo existe uma grande proporção de mulheres que, embora não tenham morrido em decorrência de complicações da gestação e do parto, sofreram algum tipo de complicação. Uma forma de identificar esses casos tem sido proposta pela OMS por meio de um marcador de saúde que se agrega à mortalidade materna que é a morbidade materna grave. Outra terminologia tem sido proposta para identificar e classificar os casos de sobrevivência a uma situação de morbidade materna grave, definindo-os como near miss. Contudo, informações sobre repercussões da morbidade materna grave são ainda escassas, o que dificulta o aperfeiçoamento da atenção à saúde e prevenção de agravos às gestantes. Na prática clínica o que se verifica é que a avaliação das repercussões da gravidez na vida das mulheres não vai além das seis semanas do pós-parto, no momento do retorno para a consulta puerperal. No entanto observa-se que mulheres que sofrem morbidade materna grave continuam a ter conseqüências negativas desse episódio por ainda um londo período, principalmente aquelas que foram submetidas a partos operatórios e sofreram complicações na gravidez. Objetivo: Avaliar a conseqüência da morbidade materna grave na história reprodutiva bem como o estado geral de saúde após evento near miss. Sujeitos e Métodos: Estudo de coorte retrospectivo concorrente de população específica com grupo de comparação selecionado externamente. O principal fator de exposição será a ocorrência de morbidade materna grave (Grupo 1) no período de julho de 2009 a junho de 2010, estimado em 250 mulheres. Para o adequado controle das repercussões da morbidade materna grave, será avaliado igual número de mulheres que tenham estado grávidas sem o desenvolvimento de morbidade materna grave (Grupo 2 - 250 mulheres). As mulheres elegíveis serão contatadas inicialmente por telefone e convidadas a participar. Aquelas que aceitaram participar do estudo deverão comparecer ao serviço para avaliação da percepção do seu estado atual de saúde e história reprodutiva, através de uma entrevista clínica e exame físico, utilizando instrumentos específicos. Análise dos dados: Serão desenvolvidos programas para entrada, armazenamento e análise dos dados coletados utilizando o software SPSS, Epi Info. Serão calculados riscos relativos com os respectivos intervalos de confiança entre as variáveis independentes e as variáveis dependentes estudadas.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)