Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos dos ácidos graxos insaturados na regulação da ingestão alimentar em camundongos obesos e diabéticos induzidos por dieta rica em gordura: papel da TRB3, APPL1 e MKP-3

Processo: 11/12159-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2011
Vigência (Término): 30 de setembro de 2012
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição
Pesquisador responsável:Dennys Esper Corrêa Cintra
Beneficiário:Maria Cibelle Pauli
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Aplicadas (FCA). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Limeira , SP, Brasil
Assunto(s):Ácidos graxos   Controle da fome   Diabetes mellitus   Hipotálamo   Obesidade   Nutrigenômica

Resumo

A condição de sobrepeso e obesidade representa uma significante preocupação de saúde pública, pois está associada com diversas doenças crônicas degenerativas. Nesse contexto, assume papel de destaque a ação da insulina no hipotálamo e controle da fome. Na via molecular da insulina a proteína Akt promove a fosforilação da proteína FoxO1 (fator de transcrição da família forkhead BOX O). A fosforilação da FoxO1 leva-a exclusão nuclear e a degradação proteassômica, e por meio disso reduz sua ação. Ao contrário, a ativação da FoxO1 no núcleo arqueado do hipotálamo aumenta a ingestão alimentar e diminui o dispêndio energético. Portanto, disfunções na atividade destas duas proteínas (Akt e FoxO1) no hipotálamo induzem hiperfagia. Recentemente descobertas, a proteína TRB3 (a mammalian homolog of Drosophila Tribbles) e a MKP-3 (MAPK phosphatase-3) estão aumentadas na condição de obesidade e exercem efeitos negativos sobre a Akt e FoxO1, respectivamente. A isoforma TRB3 surge como um importante alvo de estudos por desempenhar um papel de destaque na regulação do sinal da insulina através da inibição da fosforilação da quinase Akt. E a MKP-3 aumenta a atividade da Foxo1 pela sua desfosforilação, o que impede a extrusão dela do núcleo. Por outro lado, identificou-se que a proteína APPL1 (proteína adaptadora endosomal) é capaz de regular a atividade da Akt e bloquear a ação negativa da TRB3 inibindo sua ligação com a Akt em animais expostos a dieta rica em gordura. Portanto, ações terapêuticas capazes de inibir a atividade da TRB3 e MKP-3 e de aumentar a atividade da APPL1 no hipotálamo podem-se revelar como agentes de proteção a hiperfagia e obesidade. Estudos preliminares em nosso laboratório, mostraram que os ácidos graxos insaturados ômega 3 e ômega 9 exercem potentes atividades antiinflamatórias, restabelecendo o controle da fome em animais obesos e diabéticos. Portanto, o objetivo deste trabalho será avaliar a expressão das proteínas TRB3, APPL1 e MKP-3 em hipotálamo de animais obesos e diabéticos induzidos por dieta rica em gordura saturada tratados com ácidos graxos insaturados.