Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da eficácia do agulhamento seco no tratamento da síndrome dolorosa miofascial e seus efeitos sobre a dor

Processo: 11/12518-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2011
Vigência (Término): 30 de setembro de 2012
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Daniel Ciampi Araujo de Andrade
Beneficiário:Marcus Yu Bin Pai
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Analgesia   Sensibilidade   Dor crônica   Neurologia

Resumo

INTRODUÇÃO: A Síndrome Dolorosa Miofascial (SDM) é uma condição dolorosa nas quais identificam-se pontos intensamente dolorosos, os pontos gatilhos (PGs). O tratamento com infiltração dos PGs através do agulhamento seco, é um dos métodos mais efetivos. Consiste na inativação mecânica do PG, inibindo também a nocicepção. OBJETIVOS: Avaliar de forma prospectiva e controlada o alivio analgésico proporcionado pela infiltração à seco de PGs e correlacioná-lo com alterações da área de hiperalgesia mecânica, e outros marcadores da sensibilidade como dor a estímulo térmico (quente e frio) supraliminar e sua intensidade. MATERIAL/MÉTODO: Serão avaliados em estudo aleatorizado, duplamente encoberto e controlado, pacientes com diagnóstico de Síndrome Dolorosa Miofascial no músculo trapézio UNILATERAL no grupo de Dor da Clínica Neurológica do HC-FMUSP no período de Setembro de 2011 a Setembro de 2012. Os pacientes serão divididos aleatoriamente em dois grupos: A e S, ambos com 20 pacientes cada. O grupo A receberá o tratamento ativo: infiltração com agulha do PG ativo. O grupo Sham receberá um tratamento "sham" realizado pela penetração da agulha na pele, sem que toque o músculo.Um terceiro grupo de 20 participantes constituído por voluntários sadios será submetido exclusivamente as medidas quantitativas da sensibilidade e servirão de controle. Os pacientes responderão a questionários e escalas, preencherão um diário de dor que visam melhor caracterizar a sua síndrome dolorosa assim como avaliar o padrão de dor basal de cada paciente antes e após o tratamento. Para avaliação da sensibilidade táctil, mecânica estática, térmica, hiperalgesia e mapeamento da área dolorosa todos passarão por uma bateria de testes quantitativos da sensibilidade (TQS) antes e após o tratamento. ANÁLISE ESTATÍSTICA: Os resultados serão expressos em médias +/- desvio padrão. A normalidade dos dados será acessada pelo teste de Kolmogorof-Smirnoff. No caso de variáveis paramétricas, o teste t de Student e análise de variância (ANOVA) serão utilizados. Testes de correlação entre variáveis nominais serão realizados pelo teste de Pearson e variáveis contínuas serão estudadas pelo teste de correlação de ranques de Spearman.