Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação multi-escala de impactos ambientais em paisagem agrícola

Processo: 11/13740-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de outubro de 2011
Vigência (Término): 30 de setembro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Recursos Florestais e Engenharia Florestal - Conservação da Natureza
Pesquisador responsável:Katia Maria Paschoaletto Micchi de Barros Ferraz
Beneficiário:Yuri Geraldo Gomes Ribeiro
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/06782-5 - Avaliação multi-escala de impactos ambientais em paisagem agrícola, AP.R
Assunto(s):Biodiversidade

Resumo

Alterações de uso e ocupação do solo podem ocasionar impactos em diversos componentes do ecossistema. A mensuração dos impactos ocasionados por atividades antrópicas deve ser o cerne para a elaboração de ações emergenciais, bem como, para a gestão ambiental dos recursos naturais. Dentro de uma abordagem ao nível da paisagem, este estudo prevê o diagnóstico, avaliação e monitoramento de impactos ambientais ocasionados à vegetação, água e comunidade de vertebrados frente à dinâmica de uso e ocupação do solo em uma paisagem agrícola fragmentada (bacia do rio Corumbataí, SP). Amostras tipicamente representativas das principais matrizes agrícolas do estado de São Paulo (pasto e cana-de-açúcar) serão selecionadas e monitoradas a fim de elucidar vetores de degradação do entorno de remanescentes florestais, permitindo relacionar seu estado de conservação aos grupos funcionais existentes, culminando na indicação de possíveis ações de manejo (enriquecimento e restauração) para recuperação da biodiversidade. O estudo será desenvolvido no período de 48 meses, incluindo vários subprojetos de alunos de iniciação científica, mestrado, doutorado e pós-doutorado, com supervisão e orientação dos pesquisadores associados, especialistas em diversas áreas afins, já engajados na proposta. A metodologia de pesquisa inclui análise da estrutura (2008) e dinâmica (1962-2008) da paisagem; levantamento e caracterização florística, do potencial de regeneração e da qualidade de remanescentes florestais; coleta e análise de parâmetros físico-químicos da água; e, levantamento e caracterização das comunidades de vertebrados. O estado crítico de conservação dos remanescentes florestais inseridos na paisagem estudada ressalta a necessidade premente de atuações políticas que assegurem o uso sustentável de seus recursos naturais, servindo de modelo para outras regiões com semelhantes históricos de uso e ocupação agrícola. O diagnóstico e mensuração de tais impactos levarão à definição de indicadores ambientais a serem monitorados frente a uma série de ações de manejo, restauração e conservação possíveis para a bacia. O presente estudo envolve uma abordagem multidisciplinar que visa, por meio da união de esforços entre laboratórios e pesquisadores envolvidos, discutir impactos antrópicos em uma paisagem agrícola. Suas aplicações vão da possibilidade real de norteamento da política ambiental pública ao nível local até o desenvolvimento e difusão de uma nova metodologia para amostragem, análise e interpretação de dados biológicos.