Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise proteômica com enfoque na enzima oxidoredutase do tipo P450 em raízes de plantas jovens e adultas de Maytenus ilicifolia (Celastraceae)

Processo: 11/01544-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2011
Vigência (Término): 30 de setembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Pesquisador responsável:Maysa Furlan
Beneficiário:Vânia Aparecida de Freitas Formenton Macedo dos Santos
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/07600-3 - CIBFar - Centro de Inovação em Biodiversidade e Fármacos, AP.CEPID
Assunto(s):Proteômica   Espectrometria de massas por ionização e dessorção a laser assistida por matriz

Resumo

Em trabalhos prévios desenvolvidos por nosso grupo de pesquisa, o estudo fitoquímico das raízes das plantas jovens de Maytenus ilicifolia (Celastraceae), associado à avaliação de atividade biológica, levou ao isolamento de triterpenos quinonametídeos com potente atividade antioxidante, antifúngica, tripanocida e antitumoral. Das substâncias isoladas, àquelas que apresentaram melhores resultados quanto á avaliação biológica foram a maitenina e a pristimerina. Estudos fitoquímicos comparativos de plantas jovens e adultas de M. ilicifolia também indicaram que os triterpenos quinonametídeos são acumulados nas plantas jovens, enquanto que a planta adulta produz os alcalóides piridínicos sesquiterpênicos. Concomitante aos estudos químicos, projetos com enfoque no estudo biossintético dos triterpenos quinonametídeos de M. ilicifolia foram desenvolvidos pelo nosso grupo de pesquisa e a enzima ciclase foi avaliada. Neste contexto, foi realizado o estudo biossintético dos triterpenos quinonametídeos, utilizando o substrato 2,3-epoxiesqualeno como precursor em extratos enzimáticos das cascas das raízes, folhas e galhos da planta jovem de M. ilicifolia. O estudo biossintético desenvolvido permitiu um vasto conhecimento das condições de extração, análise, caracterização e compartimentalização da enzima, se configurando no primeiro estudo biossintético desta classe de compostos descrito na literatura. Esta classe de substância possui algumas características quimico/biológicas interessantes, incluindo o fato de que os triterpenos se diferenciam quanto ao padrão de oxidação do anel E do esqueleto triterpênico. Os diferentes substituintes no anel E são considerados grupos farmacofóricos, conferindo especificidade e/ou potencialidade aos quinonametídeos. Estudos de determinação da atividade da enzima oxidoredutase do tipo citocromo P450 em raízes de M. ilicifolia indicaram que esta classe de enzimas deve estar mediando as etapas de oxidação que ocorrem no anel E dos quinonametídeos. Portanto, baseado no exposto este projeto tem como objetivo o estudo envolvendo a enzima oxidoredutase do tipo citocromo P 450 em M. ilicifolia. A análise privilegiará a utilização de planta jovem e adulta da espécie de forma a favorecer uma comparação do proteoma total da espécie nos diferentes estágios de desenvolvimento e identificar a enzima oxidoredutase do tipo citocromo P 450 que poderá demonstrar atividade nos extratos enzimáticos da planta jovem, assim como estabelecer um paralelo da via envolvida na biossíntese dos quinonametídeos e dos alcalóides piridínicos sesquiterpênicos. Os extratos enzimáticos obtidos serão pré-purificados e analisados por técnicas de eletroforese em gel bidimensional (SDS-PAGE) e espectrometria de massas (MALDI-ToF ou Q-ToF).

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
PAZ, TIAGO ANTUNES; DOS SANTOS, VANIA A. F. F. M.; INACIO, MARIELLE CASCAES; DIAS, NATHALIA BATISTA; PALMA, MARIO SERGIO; SOARES PEREIRA, ANA MARIA; FURLAN, MAYSA. Proteome profiling reveals insights into secondary metabolism in Maytenus ilicifolia (Celastraceae) cell cultures producing quinonemethide triterpenes. PLANT CELL TISSUE AND ORGAN CULTURE, v. 130, n. 2, p. 405-416, AUG 2017. Citações Web of Science: 2.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.