Busca avançada
Ano de início
Entree

Busca do papel da hipusinacao de elf5a atraves de estudos de interacao genetica em larga escala e da caracterizacao do mutante da enzima desoxi-hipusina sintase de levedura.

Processo: 11/50801-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2011
Vigência (Término): 31 de julho de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Sandro Roberto Valentini
Beneficiário:Fabio Carrilho Galvão
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCFAR). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:10/50044-6 - Controle da expressão gênica em nível traducional: estudo do papel de elF5A na elongação da tradução, AP.TEM
Bolsa(s) vinculada(s):12/04418-7 - Busca do papel de hipusinação de eIF5A através de estudos de interação genética em larga escala utilizando mutantes de eIF5A e de sua enzima modificadora Dys1, BE.EP.DR
Assunto(s):Saccharomyces cerevisiae   Fator de iniciação 5A em eucariotos

Resumo

O fator de início de tradução 5A (elF5A) é altamente conservado de arqueas a mamíferos e essencial para a viabilidade celular. elF5A é a única proteína conhecida que contém o aminoácido essencial hipusina, gerado através de uma modificação pós-traducional conhecida como hipusinação. Essa modificação ocorre em duas etapas: inicialmente, a enzima desoxi-hipusina sintase (DYS1) transfere o radical aminobutil da poliamina espermidina para o aminogrupo de um resíduo específico de lisina de elF5A (K51) para formar o resíduo de desoxi-hipusina. A seguir, outra enzima, chamada desoxi-hipusina hidroxilase (LIA1), realiza a hidroxilação da desoxi-hipusina, gerando, então, o resíduo de hipusina. Apesar de a segunda etapa da hipusinação (hidroxilação) não estar presente ou não ser essencial em todos os organismos que possuem elF5A, a primeira etapa (desoxi-hipusinação) está presente desde arqueas a mamíferos e é essencial para que elF5A seja funcional. Apesar de elF5A ter sido descrita, recentemente, como atuando na etapa da elongação da tradução, a função do resíduo de hipusina em elF5A nesse processo ainda não está descrita. Com esse intuito, pretende-se avançar no estudo funcional da enzima desoxi-hipusina sintase, responsável pela primeira etapa de hipusinação de elFSA, assim como realizar análise de interações genéticas em larga escala envolvendo elF5A, através de um sistema de arranjos de coleção de nocaute de Saccharvmyces cerevisiae. Estas propostas pretendem alcançar avanços significativos no detalhamento funcional de elF5A no processo da tradução. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
GALVÃO, Fabio Carrilho. Caracterização funcional do fator da tradução eIF5A por meio de interações genéticas. 2015. Tese de Doutorado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Ciências Farmacêuticas..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.