Busca avançada
Ano de início
Entree

Estrutura e organização das famílias multigênicas das prolaminas: relações filogenéticas entre milho, sorgo, cana e Coix

Processo: 11/12431-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2011
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Vegetal
Pesquisador responsável:Paulo Arruda
Beneficiário:Rafael Soares Correa de Souza
Instituição-sede: Centro de Biologia Molecular e Engenharia Genética (CBMEG). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Filogenia   Prolaminas   Milho   Coix   Sorgo

Resumo

As prolaminas constituem o grupo de proteínas de reserva mais abundante nas sementes de cereais. Utilizadas como fonte de nitrogênio, enxofre e carbono pelo embrião durante os estágios iniciais de desenvolvimento, as prolaminas são codificadas por genes altamente conservados entre as gramíneas e têm sido utilizadas como um bom modelo para estudos da regulação da expressão gênica e da evolução dessas espécies de plantas. As prolaminas são classificadas, de acordo com a solubilidade, em ±-, ²-, g-, e d-prolaminas. Dentre essas classes, as ±-prolaminas compõe a maior parte das proteínas de reserva das sementes das gramíneas incluindo milho, cana-de-açúcar, sorgo e coix. As ±-prolaminas são compostas por repetições em tandem de domínios ±-helice flanquedos por resíduos de glutamina. O numero e a organização desses domínios ±-helice determinam as classes de 19 e 22 kD. Neste trabalho, estamos reavaliando as sequências que codificam as ±-prolaminas e comparando sua estrutura e organização em milho, cana-de-açúcar, sorgo e coix. Na tentativa de identificar todas as ±-prolaminas de coix, desenhamos primers específicos e degenerados que nos permitiram até o presente momento amplificar e sequênciar 8 genes que codificam essas proteínas. Estudos preliminares revelaram que dentre as sequencias amplificadas, encontra-se uma ±-prolamina de 19kD até então não documentada. O numero e a organização dos domínios ±-helice dessa proteína sugere uma nova relação filogenética entre milho, cana-de-açúcar, sorgo e coix. A análise da expressão das ±-prolaminas que será feita pela técnica de eletroforese bidimensional, deverá trazer informações mais precisas sobre a estrutura e organização dessa família multigênica e em consequência como essas classes de proteínas evoluíram.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CORREA DE SOUZA, RAFAEL SOARES; BALBUENA, TIAGO SANTANA; ARRUDA, PAULO. Structure, Organization, and Expression of the Alpha Prolamin Multigenic Family Bring New Insights into the Evolutionary Relationships among Grasses. PLANT GENOME, v. 8, n. 1 MAR 2015. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.