Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de um agente ligante para a técnica de difusão em filmes finos por gradiente de concentração (DGT) para determinação in situ de metaloides

Processo: 11/12667-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2011
Vigência (Término): 30 de setembro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química
Pesquisador responsável:Paulo Sergio Tonello
Beneficiário:Juan Saeta Farinha
Instituição-sede: Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus Experimental de Sorocaba. Sorocaba , SP, Brasil
Assunto(s):Semimetais   Poluição da água   Monitoramento ambiental   Filmes finos   Química ambiental

Resumo

A contaminação de corpos hídricos pela descarga de efluentes industriais e domésticos é uma constante ameaça à saúde do homem e aos ecossistemas aquáticos. O monitoramento desses ambientes é de suma importância e a técnica de difusão em filmes finos por gradientes de concentração (DGT) tem se mostrado uma importante ferramenta para esse monitoramento. Comercialmente a DGT utiliza como agente ligante a resina Chelex 100, tanto para metais como para metalóides. Este projeto tem por objetivo desenvolver e avaliar o desempenho de um agente ligante alternativo para a técnica DGT, a resina AG1X8 imobilizada em gel de agarose. O desempenho do novo ligante será avaliado para a determinação in situ de As, Se e Sb em ambientes aquáticos. Serão preparados filmes géis de agarose impregnados com resina AG1X8. Para o novo agente ligante será avaliado o tempo de retenção, a capacidade de retenção dos analitos frente a diferentes valores de pHs e as melhores condições para eluição dos analitos. Então os estudos para a aplicação do novo agente ligante na técnica DGT serão direcionados para os analitos que apresentarem os melhores resultados. Será avaliado o comportamento do agente ligante perante as principais grandezas que influenciam a técnica DGT (força iônica e tempo de imersão) e os efeitos de potenciais interferências provocadas por íons concomitantes. A técnica DGT com o novo agente ligante será então usada em testes de recuperação realizados com amostras de águas naturais acrescidas dos analitos. Espera-se que os resultados deste projeto, conduzam ao desenvolvimento de novos métodos analíticos, que permitam a determinação de metalóides em ambientes aquáticos com amostragens in situ. (AU)