Busca avançada
Ano de início
Entree

Validação de métodos analíticos de absorção, distribuição, metabolismo e eliminação (in vitro) utilizando a técnica de LC-MS/MS para aplicação no processo de desenvolvimento de novos fármacos

Processo: 11/14695-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência (Início): 01 de agosto de 2011
Vigência (Término): 31 de julho de 2013
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Analítica
Pesquisador responsável:Daniel Temponi Lebre
Beneficiário:Daniel Temponi Lebre
Empresa:CEMSA - Centro de Espectrometria de Massas Aplicada Ltda
Vinculado ao auxílio:11/51064-3 - Validação de métodos analíticos de absorção, distribuição, metabolismo e eliminação (in vitro) utilizando a técnica de LC-MS/MS para aplicação no processo de desenvolvimento de novos fármacos, AP.PIPE
Assunto(s):Cromatografia líquida   Espectroscopia de massa   Farmacocinética   Desenvolvimento de fármacos

Resumo

O objetivo principal deste projeto de pesquisa é o desenvolvimento e a validação de métodos de Absorção, Distribuição, Metabolismo e Eliminação (ADME), utilizando como ferramenta a técnica de Cromatografia Líquida acoplada à Espectrometria de Massas (LC-MS/MS), a fim de melhorar e acelerar o processo de desenvolvimento e descobrimento de novos fármacos. Os ensaios de ADME são extremamente importantes para identificar as qualidades farmacológicas do ativo descoberto, permitindo que o fármaco siga para uma etapa mais avançada do processo de desenvolvimento, com maior segurança e menor custo. Atualmente existe uma alta demanda e a necessidade de respostas rápidas e com qualidade, com relação aos compostos de atividade biológica destacada, após síntese em laboratórios de pesquisa nas indústrias farmacêuticas e universidades nacionais. A descoberta de um novo fármaco é um processo dinâmico e quanto mais cedo identificarem-se as propriedades biofarmacêuticas de um composto, melhor será a produtividade, pois a maioria destes compostos não alcança o consumidor final em decorrência de problemas com ADME. Para evitar desperdiço de tempo e capital, os grandes laboratórios farmacêuticos, em unanimidade, realizam os ensaios de ADME em um estágio inicial do processo de desenvolvimento, porque 40% dos fármacos falham por não possuírem propriedades biofarmacêuticas (por exemplo, baixa biodisponibilidade). O laboratório, definido como Centro de Espectrometria de Massas Aplicada (CEMSA), acredita e conta com o desenvolvimento e a inovação na indústria farmacêutica nacional, a qual figurará como principal beneficiária da pesquisa gerada, trazendo divisas e sustentabilidade ao setor. (AU)