Busca avançada
Ano de início
Entree

Terapêuticas de cura sociomágicas em Boa Vista e Portugal

Processo: 11/02123-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2011
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2012
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Saúde Pública
Pesquisador responsável:Maria da Penha Costa Vasconcellos
Beneficiário:Carlos Alberto Borges da Silva
Instituição-sede: Faculdade de Saúde Pública (FSP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Impactos na saúde   Migração humana   Portugal   Maranhenses

Resumo

A migração é considerada um dos maiores desafios atuais da Amazônia, por estar associado a uma complexa dinâmica social e particularidades ambientais nela historicamente instituídas. Em função dos impactos dessa dinâmica sobre a população nativa e o meio ambiente, a migração maranhense para Boa Vista, capital do Estado de Roraima, está relacionada às consequências econômicas e sociais mais, amplas, que numa ordem de prioridade, coloca a saúde pública como fundamental na escala das preocupações da região. Neste contexto, Boa Vista destaca-se por ser uma cidade com amplas possibilidades de verificar como o imaginário tradicional, trazido por migrantes maranhenses que constituem mais da metade da população do Estado, é redefinido para gerar formas específicas de como tais indivíduos dão solução às enfermidades e aflições do corpo pela construção de itinerários terapêuticos e a utilização de recursos sociomágicos, a partir de um repertório sobre saúde e doença socialmente construído. (AU)