Busca avançada
Ano de início
Entree

Fluxo de gases de efeito estufa e a atividade e diversidade microbianas do solo sob cultivo de cana-de-açúcar

Processo: 11/06108-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2011
Vigência (Término): 31 de outubro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Pesquisador responsável:Adriana Parada Dias da Silveira
Beneficiário:Régia Maria Reis Gualter
Instituição-sede: Instituto Agronômico (IAC). Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA). Secretaria de Agricultura e Abastecimento (São Paulo - Estado). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:08/56147-1 - Nutrição nitrogenada de cana-de-açúcar com fertilizantes ou bactérias diazotróficas, AP.BIOEN.TEM
Assunto(s):Gases do efeito estufa   Diversidade microbiana   Saccharum   Microbiologia do solo

Resumo

Os microrganismos estão presentes em grande diversidade e abundância no solo. Contudo, as atividades antrópicas, que resultam principalmente no uso e manejo inadequado do solo, têm provocado mudanças na estrutura dessas comunidades de organismos, alterando principalmente o fluxo de gases de efeito estufa do solo, que tem aumentado de forma significativa. A cultura da cana-de-açúcar, bastante intensa no estado de São Paulo, ainda foi pouco estudada em relação à emissão de gases de efeito estufa (GEE). Assim, o objetivo do projeto será avaliar a atividade e diversidade das comunidades bacterianas relacionadas à emissão de gases de efeito estufa (CO2, CH4 e N2O), em solos sob cultivo de cana-de-açúcar (Saccharum spp), relacionando-as a algumas propriedades físico-químicas e biológicas do solo em que ocorrem. Serão realizados ensaios de laboratório sob condições controladas, visando avaliar o efeito da temperatura e umidade na emissão de GEE e na microbiota do solo.. Além disso, serão amostradas duas áreas de soqueira de cana-de-açucar no município de Piracicaba, SP, contendo os seguintes tratamentos: três doses de palha de cana-de-açúcar aplicadas sobre a superfície do solo (0, 12 e 18 t ha-1 palha), com ou sem aplicação de vinhaça, na primeira área, e duas doses de N (100 e 150 kg ha-1), na forma de nitrato de amônio e um tratamento testemunha, isento de N, na segunda área. Serão realizadas amostragens de terra para análise de diversidade genética das comunidades de bactérias nitrificantes, desnitrificantes, metanotróficas e metanogênicas e dos atributos do solo, tais como fertilidade, carbono e nitrogênio da biomassa microbiana, respiração basal, diversidade funcional da microbiota, quantificação de comunidades específicas de bactérias ligadas à emissão de GEE e enzimas do solo. Os resultados serão submetidos à análise de variância e teste de médias e análise estatística multivariada pela análise de componentes principais (PCA) e correlação linear simples, pelo teste de Pearson, entre as características do solo estudadas.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.