Busca avançada
Ano de início
Entree

Obras de arte estrangeiras no acervo do Museu Nacional de Belas Artes do Rio de Janeiro e sua relação com a galeria da Escola Nacional de Belas Artes nas primeiras décadas do Século XX

Processo: 11/09112-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2011
Vigência (Término): 09 de janeiro de 2015
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Artes - Fundamentos e Crítica das Artes
Pesquisador responsável:Luciano Migliaccio
Beneficiário:Maria Do Carmo Couto da Silva
Instituição-sede: Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):13/23455-3 - Pesquisa sobre obras de arte estrangeiras no acervo do Museu Nacional de Belas Artes do Rio de Janeiro, adquiridas entre 1890 e as primeiras décadas do Século XX, e sua importância para o contexto artístico brasileiro, BE.EP.PD
Assunto(s):História da arte

Resumo

Este projeto visa empreender a análise da uma parte significativa da coleção de arte estrangeira do Museu Nacional de Belas Artes do Rio de Janeiro, estudando a entrada de obras de artistas internacionais que passaram a integrar o acervo no começo do século XX. O principal objetivo é investigar, por meio da documentação existente acerca da aquisição dessas obras, a importância das peças que foram adquiridas por uma comissão formada por professores da Escola Nacional de Belas Artes e pelo jornalista Carlos Américo dos Santos, para integrar a Galeria da ENBA, que funcionava nesta época como o único museu de arte da cidade do Rio de Janeiro. Uma outra forma de entrada das peças no acervo era por meio de doações dos próprios artistas ou de colecionadores de arte do período, que também deverá ser analisada em nossa pesquisa. Podemos notar que, dessa forma, o principal museu de arte da cidade do Rio de Janeiro da época possuía um acervo constantemente atualizado, com obras de importantes artistas estrangeiros oitocentistas, atuantes nos últimos anos do século XIX e começo do XX, ressaltando o vínculo da instituição com a arte internacional.Em um segundo momento, o estudo dos trâmites realizados para a aquisição dessas obras nos permitirá aprofundar o conhecimento acerca das relações entre artistas nacionais (representados pelo diretor e pelos professores da ENBA) e estrangeiros nesse período, e ainda conhecer melhor a atuação de marchands e de colecionadores que participaram da formação desse acervo.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.