Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da comunidade de peixes e anfíbios em riachos sob cultivo de cana-de-açúcar: subsídios para conservação

Processo: 11/19103-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de novembro de 2011
Vigência (Término): 31 de outubro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca - Recursos Pesqueiros de Águas Interiores
Pesquisador responsável:Katharina Eichbaum Esteves
Beneficiário:Katerine Pereira Carvalho
Instituição-sede: Instituto de Pesca. Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA). Secretaria de Agricultura e Abastecimento (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:10/52069-6 - Estudo da comunidade de peixes e anfíbios em riachos sob influência do cultivo de cana-de-açúcar: subsídios para conservação, AP.R
Assunto(s):Agricultura   Biodiversidade   Peixes   Anfíbios

Resumo

Resumo:Diversos modelos que tem estudado a comunidade de peixes de ambientes lóticos têm enfatizado a estreita relação existente entre as características estruturais do meio e a distribuição da comunidade de peixes. O presente projeto visa realizar um levantamento da ictiofauna em riachos da Bacia do Piracicaba-Jundiaí-Capivari, sujeitos a diferentes influências da zona ripária, com particular ênfase nos efeitos de cultivos de cana-de-açúcar.Objetivos:1- Treinar o candidato para trabalho de campo na área de ictiologia, através do preparo de material de campo e utilização de diferentes equipamentos de coleta, bem como em aspectos relacionados ao registro, variáveis físicas e de qualidade da água e características físicas do habitat.2- Capacitar o aluno para análise do material coletado (identificação de espécies) e procedimentos estatísticos (construção de planilhas e tabelas) dos dados biológicos e ambientais.Metodologia:Após uma coleta piloto em que serão selecionados nove trechos de rios de ordem semelhante e sujeitos a diferentes condições ripárias (entorno com cana-de-açúcar e presença de vegetação ripária; entorno de cana-de-açúcar sem vegetação ripária; entorno preservado com mata ciliar nativa), serão realizadas amostragens dos seguintes parâmetros físicos e químicos: temperatura, turbidez, oxigênio dissolvido, potencial hidrogeniônico, condutividade elétrica e sólidos totais dissolvidos. Em relação aos nutrientes, será feita uma coleta integrada da coluna de água para análise dos seguintes parâmetros: íon amônio, nitrato, nitrito, nitrogênio total, fósforo dissolvido e fósforo total, analisados de acordo com a metodologia descrita em APHA (1995). Será também analisada a concentração de Sólidos Totais em Suspensão (STS), empregando-se o método gravimétrico segundo APHA (1995). Serão também registradas características morfométricas dos riachos como largura, profundidade, vazão, grau de sombreamento, tipo de substrato de cada trecho. Os peixes serão coletados com equipamento de pesca elétrica em trechos de 50m de comprimento, utilizando-se o método das 3 remoções sucessivas (Zippin, 1958), nas épocas seca e chuvosa. Após a coleta os peixes serão fixados em formalina 10%, sendo posteriormente conservados em álcool 70%. As amostras de água serão enviadas para análise no laboratório do Instituto de Pesca, seguindo os procedimentos propostos em APHA (1989).Os dados biológicos e ambientais serão tabulados, verificando-se a distribuição espacial e temporal das espécies bem como dos dados abióticos.O projeto maior no qual este projeto se insere é bastante amplo exigindo o trabalho de diversas pessoas que ao mesmo tempo distribuirão suas atividades em rotinas e análises distintas. A colaboração no trabalho de campo, incluindo a coleta de peixes e demais parâmetros, será de grande importância para o projeto, em vista da necessidade de formação de uma equipe de pelo menos 3 pessoas para realizar esta tarefa.