Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização funcional do Sistema de Secreção do Tipo IV do cromossomo de Xanthomonas axonopodis pv citri

Processo: 11/11472-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2011
Vigência (Término): 31 de março de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Molecular e de Microorganismos
Pesquisador responsável:Shaker Chuck Farah
Beneficiário:Cristina Elisa Alvarez Martinez
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Cancro (doença de planta)   Biologia molecular   Virulência

Resumo

Os sistemas de secreção do tipo IV (SSIV) de bactérias são complexos proteícos que atravessam o envelope bacteriano, promovendo a translocação de proteínas e/ou DNA para o interior de células-alvo ou para o meio extracelular. Membros desta família são responsáveis pelo processo de conjugação e/ou exercem papel essencial na virulência em várias espécies de bactéria. A infecção de citros pelo fitopatógeno Xanthomonas axonopodis pv citri (Xac) causa o cancro cítrico, doença responsável por grandes prejuízos à agricultura no Brasil. Os mecanismos que promovem a virulência nesta bactéria ainda não são bem conhecidos. O sequenciamento do genoma de Xac demonstrou a presença de dois SSIV nesta bactéria, um deles no cromossomo e outro em um dos plasmídios residentes, denominado pXAC64. Um estudo anterior identificou potenciais substratos proteícos do SSIV localizado no cromossomo de Xac. Diante da importância dos SSIV na virulência e transferência horizontal de genes em bactérias, este projeto visa a realizar um estudo funcional do SSIV encontrado no cromossomo de Xac, identificando o seu papel na fisiologia e patogenicidade nesta espécie. Para isso, a regulação da expressão deste SSIV será analisada em diferentes condições de crescimento em cultura e durante a interação com plantas hospedeiras. Além disso, será desenvolvido um ensaio para demonstrar a translocação dos potenciais substratos proteícos deste SSIV para o interior de células-alvo. Os fenótipos de cepas mutantes no SSIV também serão caracterizados, incluindo a capacidade de crescimento e virulência em plantas suscetíveis, resposta a estresses ambientais, motilidade e capacidade de formação de biofilmes. Este estudo fornecerá importantes contribuições para a compreensão da fisiologia e dos mecanismos de patogênese neste importante fitopatógeno.