Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação dos níveis de proliferação celular, apoptose e expressão do receptor de estrógeno alfa no tecido mamário após a exposição in útero ao desregulador endócrino bisfenol a, Indol3-carbinol e ginesteína na prole de Ratas Sprague-Dawley

Processo: 11/14655-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2011
Vigência (Término): 30 de setembro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Histologia
Pesquisador responsável:Luís Fernando Barbisan
Beneficiário:Bruna Fernanda Rossi
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Genisteína   Bisfenol A

Resumo

O Bisfenol A (BPA), considerado xenoestrógeno e desregulador endócrino, é um componente dos produtos à base de resinas epóxi e plásticos de policarbonato e tem sido investigado por sua provável atividade carcinogênica para a mama e próstata e pelos efeitos adversos potenciais para a saúde humana. Como a exposição in útero a xenoestrógenos pode aumentar o risco de câncer de mama na vida adulta, a análise de montagem total das glândulas mamárias em roedores torna-se uma ferramenta importante para a detecção e avaliação de alterações no crescimento ductal / alveolar, padronização e morfogênese. O presente projeto tem como objetivos: 1) Avaliar se a exposição gestacional ao BPA isoladamente ou em associação com a genisteína ou indol-3-carbinol altera o desenvolvimento dos brotos terminais (BT), ductos terminais (DT) e lóbulos terminais (LT); 2) Avaliar se a exposição gestacional ao BPA isoladamente ou em associação com a genisteína ou indol-3-carbinol em associação com BPA altera os níveis de proliferação celular, apoptose ou expressão do receptor de estrógeno alfa (ER-a) no tecido mamário. Portanto, fêmeas prenhas da linhagem SD serão divididas em 7 grupos experimentais e expostas ao BPA 25 e 250 mg/kg p.c.), além de ração basal ou ração contendo genisteína (250 mg/kg) ou indol-3-carbinol (2000 mg/kg). As fêmeas SD serão sacrificadas no DPN 21º e DPN 51º e as cadeias mamárias serão removidas e seguidas para o processamento histológico e imunoistoquímico. Nas cadeias mamárias abdominais e inguinais serão avaliados os níveis de proliferação celular (PCNA), apoptose (caspase-3 clivada) e do receptor de estrógeno (RE-alfa). Posteriormente, serão analisadas e comparadas as alterações mamárias induzidas pelo BPA e eventual proteção pelos agentes quimiopreventivos.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GRASSI, TONY F.; DA SILVA, GLENDA N.; BIDINOTTO, LUCAS T.; ROSSI, BRUNA F.; QUINALHA, MARILIA M.; KASS, LAURA; MUNOZ-DE-TORO, MONICA; BARBISAN, LUIS F. Global gene expression and morphological alterations in the mammary gland after gestational exposure to bisphenol A, genistein and indole-3-carbinol in female Sprague-Dawley offspring. Toxicology and Applied Pharmacology, v. 303, p. 101-109, JUL 15 2016. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.