Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do perfil de expressão dos genes PGR, HBEGF, ITGAV, ITGB3 e SPP1 em endométrio eutópico de pacientes inférteis com endometriose e controles.

Processo: 11/17614-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2011
Vigência (Término): 30 de novembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Pesquisador responsável:Paula Andrea de Albuquerque Salles Navarro
Beneficiário:Michele Gomes da Broi
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Expressão gênica   Reprodução humana   Endometriose   Infertilidade feminina

Resumo

A endometriose, enfermidade de elevada prevalência entre as mulheres em idade reprodutiva, apresenta forte associação com infertilidade. Resultados conflitantes de alguns estudos têm sugerido a ocorrência de menores taxas de implantação em portadoras de endometriose submetidas à Tratamentos de Reprodução Assistida (TRA), o que poderia ser decorrente de defeitos endometriais, comprometimento da qualidade oocitária e/ou de interação entre o endométrio e o embrião. Sendo a implantação um processo altamente controlado, a alteração na expressão de diferentes moléculas essenciais para a receptividade endometrial poderia estar envolvida no comprometimento da fertilidade natural e na potencial piora dos resultados de TRA em mulheres com endometriose. Estudos apontam genes alteradamente expressos em endométrio de mulheres com endometriose, dentre eles, os genes PGR (receptores de progresterona), ITGAV e ITGB3 (integrina ±v²3) e SPP1 (osteopontina), os quais, juntamente com o gene HBEGF (HB-EGF: fator de crescimento epidérmico ligado à heparina), parecem estar envolvidos no estabelecimento da implantação embrionária. Há evidências de que a progesterona atue indiretamente no epitélio endometrial, estimulando fatores estromais, como o HB-EGF, o qual regularia diretamente a integrina ±v²3 no epitélio. Além disso, a osteopontina, um ligante da integrina ±v²3, seria diretamente regulado pela progesterona. Dessa forma, o objetivo deste estudo é avaliar e comparar a expressão dos genes PGR, HBEGF, ITGAV, ITGB3 e SPP1 e, para aqueles com padrão de expressão alterados, quantificar seus produtos (PR-A e PR-B, HB-EGF, integrina ±v²3 e osteopontina, respectivamente) em endométrio eutópico de mulheres inférteis com endometriose e controles férteis e inférteis, durante a janela de implantação.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DA BROI, M. G.; MEOLA, J.; PLACA, J. R.; PERONNI, K. C.; ROCHA JR, V, C.; SILVA JR, W. A.; FERRIANI, R. A.; NAVARRO, P. A. Is the profile of transcripts altered in the eutopic endometrium of infertile women with endometriosis during the implantation window?. Human Reproduction, v. 34, n. 12, p. 2381-2390, DEC 2019. Citações Web of Science: 0.
DA BROI, MICHELE G.; ROCHA, JR., CARLOS V.; CARVALHO, FILOMENA M.; MARTINS, WELLINGTON P.; FERRIANI, RUI A.; NAVARRO, PAULA A. Ultrastructural Evaluation of Eutopic Endometrium of Infertile Women With and Without Endometriosis During the Window of Implantation: A Pilot Study. REPRODUCTIVE SCIENCES, v. 24, n. 10, p. 1469-1475, OCT 2017. Citações Web of Science: 4.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.