Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo de validação multicultural do Inventário de Auto-Avaliação para Adultos (ASR) e do Inventário de Comportamentos para Adultos entre 18 e 59 anos (ABCL): dados brasileiros

Processo: 11/19052-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de outubro de 2011
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Fundamentos e Medidas da Psicologia
Pesquisador responsável:Edwiges Ferreira de Mattos Silvares
Beneficiário:Jéssica de Assis Silva
Instituição-sede: Instituto de Psicologia (IP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/06981-8 - Estudo de validação multicultural do "Inventário de Auto-Avaliação para Adultos" (ASR) e do "Inventário de Comportamentos para Adultos entre 18 e 59 anos" (ABCL): dados brasileiros, AP.R
Assunto(s):Distúrbios do comportamento   Comparação transcultural   Estudos de avaliação   Avaliação de programas e instrumentos de pesquisa

Resumo

A maior parte dos estudos sobre problemas de comportamento utilizam métodos padronizados para analisar sistematicamente as semelhanças e diferenças encontradas na população em função de diferentes variáveis, incluindo o fator cultural, o que pode facilitar comunicação entre os diferentes profissionais da saúde mental no mundo e ampliar o conhecimento que temos sobre a magnitude global dos problemas. O ASEBA é composto por um conjunto de questionários que utilizam métodos quantitativos para avaliar problemas comportamentais/emocionais, competências e características adaptativas de pessoas na diferentes faixas etárias, incluindo desde crianças com um ano e seis meses de idade, até idosos com mais de 90 anos. O uso do ASEBA na população brasileira adulta é ainda muito restrito, com dados relativos apenas a pequenas amostras. Não há, ainda, uma iniciativa de validação dos instrumentos direcionados para essa faixa etária, apesar de ser reconhecido que um sistema estruturado de avaliação a partir de múltiplos informantes possa oferecer uma avaliação clínica mais completa para os adultos. O presente estudo vai ao encontro da perspectiva de validação multicultural dos instrumentos ASEBA, investigando a validade dos instrumentos ASEBA para adultos na população brasileira para contribuir com a elaboração do estudo de validação multicultal desses instrumentos, que está em desenvolvimento no momento em diversos países. O objetivo principal é validar as versões brasileiras do Adult Self Report (ASR) e do Adult Behavior Checklist (ABCL). Visando a obter dados com adultos de diversas regiões do Brasil, será solicitado a pesquisadores da área de psicologia que colaborem com a coleta de dados pesquisa, aplicando 100 ASRs em adultos da população geral das cidades onde moram e o 100 ABCLs em adultos que conheçam bem aqueles que responderam ao ASR, totalizando 700 participantes de 18 a 59 e/ou 1400 questionários, sendo metade de cada tipo, estratificados de acordo com faixa etária e nível socioeconômico. (AU)