Busca avançada
Ano de início
Entree

Verificação das habilidades de memória em indivíduos com gagueira

Processo: 11/10632-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2011
Vigência (Término): 30 de novembro de 2012
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fonoaudiologia
Pesquisador responsável:Ana Maria Schiefer
Beneficiário:Carla dos Reis Piffer
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Fluência   Cognição   Gagueira   Memória (psicologia)

Resumo

A gagueira do desenvolvimento trata-se de um transtorno decorrente de uma disfunção do controle motor e temporal da fala, cujo surgimento se dá na infância, principalmente entre os 18 meses e 7 anos, durante o período de aquisição e desenvolvimento da linguagem, sua prevalência é de cerca de 1% na fase adulta. Pode ser definida como resultado de uma disfunção do sistema nervoso central, ou seja, do controle motor e temporal da fala, com base genética. A gagueira é reconhecida principalmente pelas rupturas na fala, repetições ou prolongamentos frequentes de sons, silabas e/ou palavras. É comum na literatura estudos relacionarem a gagueira com algum outro déficit que interfira nas funções comunicativas do indivíduo. Este estudo será focado nas relações entre memória e a gagueira. As classes de memórias deste estudo serão basicamente: a de trabalho, a verbal, a semântica de longo prazo, a visual de curto prazo, e a prospectiva. A memória está intimamente ligada ao processo de comunicação, e tem grande importância no mesmo. Diferentes autores encontraram, em suas pesquisas, evidencias de que a gagueira poderia estar relacionada a déficits na memória. A partir desses pressupostos teóricos o objetivo deste trabalho é verificar as habilidades de memória em indivíduos com gagueira do desenvolvimento. Este estudo será realizado no ambulatório de Avaliação Fonoaudiológica do HSP/ UNIFESP, e serão selecionados 20 indivíduos, sendo 10 adolescentes e 10 adultos, todos diagnosticados com gagueira do desenvolvimento. Os participantes deste grupo serão pareados por idade e nível de escolaridade de acordo com os dados normativos do instrumento utilizado - Triagem Neuro-Psicológica Breve - Neupsilin (Fonseca, Salles e Parente, 2009). Serão excluídos da amostra aqueles que apresentarem evidência de surdez, doenças neurológicas e/ou psiquiátricas. Os participantes realizarão os seguintes procedimentos: Anamnese, gravação em vídeo da fala espontânea e da leitura, Classificação do nível de severidade da gagueira- SSI-3 (Riley, 1994), Triagem Neuro-Psicológica Breve - Neupsilin (Fonseca, Salles e Parente, 2009), com foco nas habilidades de memória. Os resultados encontrados serão submetidos a análise estatística. (AU)