Busca avançada
Ano de início
Entree

O estudo dos efeitos do tratamento com um inibidor específico para serinoprotease sobre os mecanismos fisiopatológicos envolvidos no desenvolvimento do enfisema pulmonar em murinos

Processo: 11/11979-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2011
Vigência (Término): 30 de novembro de 2012
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Fernanda Degobbi Tenorio Quirino dos Santos Lopes
Beneficiário:Juliana Dias Lourenço
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Enfisema pulmonar   Modelo experimental   Peptídeo hidrolases   Apoptose   Inflamação

Resumo

A doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) é a quarta principal causa de mortalidade no mundo e uma importante causa de morbidade crônica, gerando significativa incapacidade e redução da qualidade de vida para seus portadores e altos custos para a saúde pública. Além disso, ainda não há cura para a DPOC e não existem terapias que reduzam efetivamente sua progressão. Resultados preliminares obtidos em nosso laboratório demonstraram que o tratamento com a utilização de BMTIA, um inibidor específico para protease, atenuou a lesão do parênquima pulmonar em camundongos submetidos a um protocolo de enfisema experimental. Verificar a ação deste inibidor sobre os possíveis mecanismos fisiopatológicos envolvidos no desenvolvimento do enfisema poderá auxiliar em futuros estudos para o tratamento desta doença. Métodos: Camundongos C57BL/6 (n=32) serão submetidos a um protocolo de indução de enfisema pulmonar por instilação intranasal de 50 µl de elastase pancreática de porco (0,667UI) e uma hora após, receberão tratamento com BMTIA (35,54 pmol em 50 µl, intranasal). Após 21 dias, será coletado o lavado broncoalveolar para quantificação de células inflamatórias. Os pulmões serão removidos para posteriores análises morfométricas após colorações específicas pelo método de imunohistoquímica. Serão avaliados: número de macrófagos, células positivas para MMP-12, caspase 3 e expressão de 8-isoprostano no parênquima.