Busca avançada
Ano de início
Entree

Tratamento com antidepressivo em ratos com insuficiência aórtica subcrônica: atividade barorreflexa e excreção de sódio

Processo: 11/17575-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2011
Vigência (Término): 31 de outubro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Juliana Irani Fratucci de Gobbi
Beneficiário:Tamires Ferreira Siqueira
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Serotonina   Sal na dieta   Barorreflexo

Resumo

A insuficiência aórtica (IAo) desenvolve uma das maiores respostas de hipertrofia miocárdica observadas nas doenças cardíacas. No Brasil, a doença cardíaca valvar ainda é prevalente, sendo a principal causa da IAo a febre reumática. Usualmente, o paciente com IAo se mantém assintomático por um longo período, até que na fase crônica da doença, já com o ventrículo dilatado, o paciente busca pelo tratamento médico. Uma co-morbidade muito comum associada à doenças cardiovasculares é a depressão. Entre os antidepressivos mais prescritos em todo o mundo encontram-se os inibidores seletivos da recaptação da serotonina (ISRS). Estes inibidores melhoram a função cardíaca de animais submetidos à estressores externos, e sabe-se que uma via serotoninérgica importante entre mesencéfalo e ponte contribui para inibir a ingestão de sódio e água. Estudos preliminares do nosso laboratório mostraram que o tratamento por 4 semanas com um ISRS, a paroxetina, reduziu a ingestão de NaCl 0,3M diária em ratos com IAo subcrônica, já com dilatação ventricular, e preveniu a maior dilatação ventricular esquerda preservando a fração de encurtamento. Assim, torna-se necessário investigar melhor os efeitos do tratamento com paroxetina em ratos com IAo já estabelecida. Portanto, os objetivos do presente projeto são estudar o tratamento com paroxetina, por 4 semanas em ratos com IAo subcrônica sobre: a) a sensibilidade barorreflexa e b) modificações da excreção urinária de sódio e potássio.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FRATUCCI DE GOBBI, JULIANA IRANI; MIEKO OMOTO, ANA CAROLINA; SIQUEIRA, TAMIRES FERREIRA; MATSUBARA, LUIZ SHIGUETO; ROSCANI, MELIZA GOI; MATSUBARA, BEATRIZ BOJIKIAN. Antidepressant treatment decreases daily salt intake and prevents heart dysfunction following subchronic aortic regurgitation in rats. Physiology & Behavior, v. 144, p. 124-128, MAY 15 2015. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.