Busca avançada
Ano de início
Entree

Morfologia e expressão dos MRFs no músculo esquelético de ratos submetidos a estímulo atrófico e recuperação por treinamento físico

Processo: 11/17445-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2011
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Educação Física
Pesquisador responsável:Maeli Dal Pai
Beneficiário:Henrique Borgatto de Almeida Dias
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):12/00240-9 - Morfologia e expressão dos MRFs no músculo esquelético de ratos submetidos a estímulo atrófico e recuperação por treinamento físico, BE.EP.IC
Assunto(s):Morfologia (anatomia)   Sistema musculoesquelético   Treinamento aeróbio

Resumo

Pesquisas recentes avançam no entendimento dos mecanismos celulares e moleculares que fundamentam os processos de hipertrofia e atrofia muscular. Tal fato pode contribuir para desenvolvimento de estratégias terapêuticas eficazes para atenuar ou até mesmo bloquear a perda do tecido muscular associada ao envelhecimento normal e a condições patológicas. Neste contexto, fatores miogênicos, que controlam a atividade das células satélites, têm sido estudados para melhor elucidar os eventos envolvidos na recuperação da massa muscular. Dentre eles, destacam-se os Fatores de Regulação Miogênica (MRFs), os quais têm sido descritos como potenciais mediadores do crescimento muscular. Assim, os objetivos do presente trabalho serão avaliar as adaptações morfofuncionais e a expressão gênica dos MRFs (MyoD e Miogenina) em músculo esquelético (sóleo) submetido a estímulo atrófico seguido de treinamento físico. Serão utilizados 64 ratos Wistar machos (80 dias, 250 a 300 g), divididos em 8 grupos (n=8): C: Animais controle 1ª semana; I: Animais imobilizados 1ª semana; C3: Animais controles 3 dias; R3: Animais imobilizados e recuperados por 3 dias; T3: Animais imobilizados e submetidos a exercício por 3 dias; C7: Animais controles 7 dias; R7: Animais imobilizados e subsequentemente recuperados por 7 dias; T7: Animais imobilizados e subsequentemente submetidos a exercício por 7 dias. Inicialmente, os animais dos grupos I, R3, R7, T3 e T7, serão submetidos a um período de 7 dias de imobilização do membro traseiro. A atrofia muscular será confirmada após uma comparação estatística direta dos valores da área de secção transversal (AST) das fibras dos músculos estudados nos animais dos grupos I e C, sacrificados imediatamente após o período de imobilização. Em seguida, os grupos T3, T7, serão submetidos a um programa de recuperação muscular com exercício aeróbio (natação) no período de 3 e 7 dias respectivamente. Os grupos C, C3 e C7 serão mantidos sem qualquer estímulo atrófico e não serão submetidos ao exercício. Ao término do experimento os animais serão sacrificados e o músculo sóleo removido. A avaliação quantitativa da expressão gênica da MyoD e miogenina será realizada por Reação em Cadeia da Polimerase após Transcrição Reversa em Tempo Real (RT-qPCR). A detecção das proteínas MyoD, Miogenina e Pax-7, com contagem dos núcleos marcados, será analisada por Imunofluorescência. Os dados obtidos serão submetidos à análise estatística. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)