Busca avançada
Ano de início
Entree

Modelo animal para análise da patogenicidade de cepas de Mycobacterium bovis e avaliação da resposta imune celular e humoral contra isolados patogênicos

Processo: 11/12016-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de novembro de 2011
Vigência (Término): 31 de agosto de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Pesquisador responsável:Maria Regina D'Império Lima
Beneficiário:Jessica Cristina de Souza Carvalho
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:10/51150-4 - Modelo nimal para análise da patogenicidade de cepas de Mycobacterium bovis e avaliação da resposta imune celular e humoral contra isolados patogênicos, AP.R
Assunto(s):Infecções bacterianas   Mycobacterium bovis   Tuberculose bovina   Virulência   Resposta imune   Linfócitos

Resumo

A tuberculose permanece sendo um problema emergente de saúde pública. Um terço da população mundial está infectado por Mycobaterium tuberculosis (Mtb) e 10% destes indivíduos desenvolvem a doença. O Brasil é o 14º país em termos de notificações de tuberculose com prevalência de 60 casos por 100.000 habitantes em 2007. A tuberculose bovina é uma zoonose de caráter infectocontagiosa causada pelo Mycobacterium bovis (Mbv). A incidência de infecções causadas por Mbv e a patogenicidade dos isolados no gado brasileiro ainda são pouco estudadas. O fato do homem também ser suscetível ao Mbv aumenta o interesse por esta doença, em que a infecção ocorre pelo consumo de produtos contaminados de origem animal. A transmissão do bacilo de Mbv entre humanos também é observada no caso de infecção disseminada e resulta em patologia pulmonar. Assim, a avaliação da virulência de isolados de Mbv no Brasil é de grande importância. Tendo em vista estas considerações, pretendemos estabelecer um modelo animal satisfatório para o screening da virulência e da capacidade imunomoduladora de cepas patogênicas de Mbv em hospedeiros imunocompetentes e imunocomprometidos. O presente projeto pretende: 1) avaliar o grau de virulência dos isolados clínicos de Mbv (B2 e MP287/03), segundo a capacidade de crescimento in vivo e in vitro e a severidade da doença em camundongos infectados, através da análise de cortes histológicos de pulmão, baço e fígado e da taxa de sobrevivência; 2) verificar a resposta imune contra estes isolados patogênicos de Mbv, através da quantificação de moléculas pró- e anti-inflamatórias utilizado a técnica de RT PCR em tempo real; e 3) analisar os mecanismos de evasão destes isolados patogênicos em macrófagos infectados. (AU)