Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo de fadiga de concreto com borracha

Processo: 11/20060-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2011
Vigência (Término): 30 de novembro de 2012
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Civil - Infra-estrutura de Transportes
Pesquisador responsável:Maria da Consolação Fonseca de Albuquerque
Beneficiário:Lenon de Pauli
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia (FEIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Ilha Solteira. Ilha Solteira , SP, Brasil
Assunto(s):Fadiga   Reciclagem   Concreto   Borracha

Resumo

Com aumento do número de pneus fabricados, está se agravando cada vez mais o problema do descarte. No Brasil, o Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA), determina que para cada quatro pneus novos fabricados ou importados as empresas fabricantes e as importadoras deverão dar destinação final a cinco pneus inservíveis. Os pneus têm sido usados para diversas aplicações, entre elas tem sido triturado e inserido no concreto. Tem sido observado que o aumento do teor de borracha adicionada ao concreto, diminui a resistência, porém a deformação na ruptura aumenta, o que significa que este material apresenta comportamento mais dúctil que o concreto, sendo capaz de absorver maior energia. Isso é muito importante em pavimentação, pois um material com esse comportamento, mais dúctil, apresenta maior dificuldade à propagação catastrófica da trinca, portanto deverá apresentar menor probabilidade de fadiga e consequentemente aumento da vida útil do pavimento. Pretende-se, neste trabalho, estudar a influência da adição de borracha de pneu reciclado no comportamento mecânico do concreto, para fins de uso em pavimento, avaliando a resistência à tração na flexão e a fadiga para concreto convencional e com substituição de 10% de areia em volume de borracha e com o mesmo traço de agregados, mas com o consumo de cimento do concreto borracha para a mesma resistência do concreto convencional. Com isso pretende-se confirmar que o material mais dúctil apresenta maior vida útil.