Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo funcional e estrutural de inibidores de proteases tipo cistatinas identificados em intestino do carrapato Rhipicephalus (Boophilus) microplus.

Processo: 11/09340-3
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2011
Vigência (Término): 30 de novembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Química de Macromoléculas
Pesquisador responsável:Aparecida Sadae Tanaka
Beneficiário:Thyago Hermylly Santana Cardoso
Instituição Sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Expressão de proteínas   Biologia estrutural   Purificação de proteínas   Cistatinas   Cristalografia
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:cistatinas | Cristalografia | Expressão de proteínas | inibidor de cisteinoproteases | Purificação de Proteínas | Biologia estrutural

Resumo

Os carrapatos são importantes vetores de doenças para o homem e outros animais vertebrados. O Rhipicephalus (Boophilus) microplus é um ectoparasito exclusivo de bovinos, sendo responsável pelas infecções causadas por ricketsia, Anaplasma sp, Babesia sp. O R. microplus causa grandes prejuízos à pecuária, o que resulta em perdas consideráveis na produção de carne, couro e leite. No Brasil esse prejuízo alcançou os dois bilhões de dólares. Algumas proteínas como, por exemplo, enzimas e inibidores protéicos já foram identificados e caracterizados na saliva, entretanto pouco se sabe a respeito das proteínas identificadas no intestino do carrapato. Recentemente, foi realizado um transcriptoma de intestino de R. microplus no nosso laboratório, dentre os genes encontrados foi identificado um inibidor de cisteínoproteases da família das cistatinas. Na tentativa de compreender os mecanismos de ação deste inibidor de proteases, a sequencia do fragmento do gene de cistatina será confirmado por clonagem em vetor pGEMT-easy, confirmada a sequencia o mesmo será sub-clonado em vetor de expressão e a proteína expressa em bactéria. A proteína recombinante será produzida e purificada para sua caracterização bioquímica e avaliação da sua seletividade frente diferentes cisteínoproteases, dentre elas a enzima BmCL1, enzima digestiva de R. microplus. De posse da cistatina purificada, iremos realizar os ensaios de cristalográficos na tentativa de resolver a estrutura tridimendimensional, paralelamente, será produzido a Bmcistatina-1 (LIMA et al., 2006) que já foi caracterizada no nosso laboratório assim como a BmCL1 (CLARA et al., 2011 aceito para publicação), para realização de ensaios de cristalografia do inibidor e do complexo inibidor-enzima, a fim de aumentar a probabilidade de obter cristais de proteína, o que permitirá a difração e possivelmente a resolução da estrutura tridimensional de uma cistatina de carrapato, pelo nosso grupo.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CARDOSO, THYAGO H. S.; LU, STEPHEN; GONZALEZ, BORIS R. G.; TORQUATO, RICARDO J. S.; TANAKA, APARECIDA S.. Characterization of a novel cystatin type 2 from Rhipicephalus microplus midgut. Biochimie, v. 140, p. 117-121, . (12/03657-8, 11/09340-3)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.