Busca avançada
Ano de início
Entree

O desvio reprodutivo se correlaciona positivamente com o parentesco genético e o sistema de acasalamento? Euglossa cordata e Euglossa townsendi (Hymenoptera, Apidae, Euglossini) como estudos de caso

Processo: 11/13363-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2011
Vigência (Término): 30 de abril de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Animal
Pesquisador responsável:Marco Antonio Del Lama
Beneficiário:Gabriele Antico Freiria
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Comportamento reprodutivo animal   Reprodução animal   Abelhas

Resumo

Nas sociedades de abelhas, uma fêmea pode produzir mais descendentes que as outras fêmeas que coexistem no ninho, resultando em um desvio reprodutivo. As colônias de abelhas da tribo Euglossini são adequadas para o estabelecimento da relação entre parentesco genético e desvio reprodutivo. Tais abelhas formam juntamente com as tribos Apini, Bombini e Meliponini o grupo das abelhas corbiculadas. As abelhas euglossíneas constituem o único grupo de espécies corbiculadas em que o comportamento altamente social não está fortemente estabelecido. Em alguns ninhos do gênero Euglossa, um dos cinco gêneros de Euglossini, sob algumas circunstâncias, ocorre uma relação de dominância reprodutiva entre as fêmeas que compartilham o ninho, acarretando um desvio na produção de descendentes pelas fêmeas. Modelos foram propostos para explicar a presença de desvio reprodutivo em diferentes sociedades animais; alguns deles predizem correlação positiva entre desvio reprodutivo e parentesco genético, enquanto outros predizem correlação negativa e/ou ausente. Este trabalho objetiva testar, com base em análises comportamentais associadas a análises da estrutura genética intranidal, a seguinte hipótese de trabalho: nos ninhos de Euglossa cordata e Euglossa townsendi o desvio reprodutivo se correlaciona positivamente com o parentesco genético e o sistema de acasalamento das fêmeas. (AU)

Publicações científicas (4)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FERREIRA-CALIMAN, MARIA JULIANA; DA ROCHA-FILHO, LEO CORREIA; FREIRIA, GABRIELE ANTICO; GAROFALO, CARLOS ALBERTO. Floral sources used by the orchid bee Euglossa cordata (Linnaeus, 1758) (Apidae: Euglossini) in an urban area of south-eastern Brazil. GRANA, v. 57, n. 6, p. 471-480, 2018. Citações Web of Science: 0.
FREIRIA, GABRIELE ANTICO; GAROFALO, CARLOS ALBERTO; DEL LAMA, MARCO ANTONIO. The primitively social behavior of Euglossa cordata (Hymenoptera, Apidae, Euglossini): a view from the perspective of kin selection theory and models of reproductive skew. Apidologie, v. 48, n. 4, p. 523-532, JUL 2017. Citações Web of Science: 9.
FREIRIA, GABRIELE ANTICO; DA ROCHA-FILHO, LEO CORREIA; DEL LAMA, MARCO ANTONIO; GAROFALO, CARLOS ALBERTO. Surrounded by foes: Parasitism in Euglossa spp. (Apidae, Euglossini) caused by six species of natural enemies. JOURNAL OF APICULTURAL RESEARCH, v. 56, n. 3, p. 255-261, 2017. Citações Web of Science: 2.
AMENT, DANILO CESAR; FREIRIA, GABRIELE ANTICO; DA ROCHA-FILHO, LEO CORREIA; DEL LAMA, MARCO ANTONIO; GAROFALO, CARLOS ALBERTO. A scientific note on the first records of Melaloncha Brues, 1904 (Diptera: Phoridae) parasitizing Euglossini and Centridini bees. Apidologie, v. 45, n. 2, p. 266-268, MAR 2014. Citações Web of Science: 3.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.