Busca avançada
Ano de início
Entree

Papel do receptor adrenérgico beta-1 no desenvolvimento da Doença Hepática Não-Alcoólica

Processo: 11/19646-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2011
Vigência (Término): 30 de novembro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Miriam Oliveira Ribeiro
Beneficiário:Cícera Pimenta Marcelino
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM). Instituto Presbiteriano Mackenzie. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Síndrome metabólica   Metabolismo energético

Resumo

A obesidade é um distúrbio multifatorial que contribui para o surgimento de diversas alterações metabólicas e está diretamente relacionada à Síndrome Metabólica, a qual abrange um conjunto de fatores de risco para o desenvolvimento de diversas outras desordens, tais como doenças cardiovasculares e a Doença Hepática Não-Alcoólica (NAFLD), que é caracterizada pelo desenvolvimento de esteatose macrovesicular na ausência de consumo significativo de álcool, podendo evoluir para esteato-hepatite não alcoólica (NASH), o que provoca inflamação, fibrogênese, cirrose hepática e carcinoma hepatocelular. O desenvolvimento da NASH está associado ao surgimento de alterações nos níveis de diversos fatores de transcrição que exercem funções fundamentais na regulação do metabolismo lipídico no fígado. Dessa forma, o estudo do papel fisiológico de tais fatores e de sua atuação no desenvolvimento da NAFLD possibilita uma maior compreensão acerca dos mecanismos regulatórios da doença. O receptor adrenérgico ²1 parece influenciar significativamente o metabolismo das gorduras, podendo estar relacionado à expressão gênica dos fatores relacionados ao desenvolvimento da NAFLD. Assim, com o intuito de determinar a influência do receptor adrenérgico ²1 no desenvolvimento da NAFLD e na expressão dos fatores relacionados ao metabolismo lipídico no fígado, serão analisados parâmetros fisiológicos, bioquímicos e moleculares no fígado de camundongos com nocaute para este receptor, incluindo os níveis de colesterol, triglicerídeos plasmáticos, níveis de TNF e ALT, tolerância à glicose, tolerância à insulina e análise histológica de amostras do fígado e do tecido adiposo branco (WAT).Palavras-chave: Metabolismo lipídico. NAFLD. Receptor adrenérgico Beta-1. Síndrome Metabólica.