Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização e obtenção de biomassa autóctone cultivada em efluentes de estações de tratamento de esgoto visando a produção sustentável de compostos biotecnológicos

Processo: 11/17479-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2011
Vigência (Término): 31 de maio de 2013
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Oceanografia
Pesquisador responsável:Sônia Maria Flores Gianesella
Beneficiário:Maximiliano D'Addio Noffs
Instituição-sede: Instituto Oceanográfico (IO). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Tratamento de água   Esgotos sanitários   Biotecnologia   Lipídeos   Microalgas   Energia   Biomassa

Resumo

O sistema de tratamento UASB (Reator Anaeróbio de Manta de Lodo e Fluxo Ascendente) é o tipo de tratamento secundário mais comumente encontrado no Brasil. Esgotos que passam por esse tipo de tratamento, entretanto, ainda carregam uma carga de nutrientes ao final do tratamento. Em decorrência, outros sistemas mais avançados seriam requeridos para se obter água de melhor qualidade, encarecendo o processo. Assim, no Brasil, o efluente do tratamento secundário geralmente é aquele lançado nos rios e mananciais, onde acaba contribuindo para processos de eutrofização. A ideia do presente projeto é verificar a viabilidade de cultivar microalgas neste efluente, de forma a consumir seus nutrientes e ao mesmo tempo gerar biomassa rica em óleo e, eventualmente, outros compostos biotecnológicos com reconhecido valor agregado, que seriam obtidos de um lado do sistema e água de melhor qualidade por outro, servindo de modelo para futuros projetos de sistemas de tratamento de esgotos com aproveitamento bioenergético. Este projeto pode ser considerado vinculado ao projeto 10/50187-1 participante do Programa Biota/FAPESP no sentido de seus objetivos de produção de biomassa microalgal para produção de óleo e outros produtos. Considerando que o Programa de Pesquisa em Caracterização, Conservação, Restauração e Uso Sustentável da Biodiversidade do Estado de São Paulo tem como objetivo principal estimular e articular atividades de pesquisa e desenvolvimento para promover o avanço do conhecimento e sua aplicação em quatro principais áreas relacionadas à biodiversidade do ambiente aquático, o projeto proposto se enquadra em duas delas: caracterização da biodiversidade e a bioprospecção de organismos aquáticos continentais.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.