Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos da restrição proteica in útero sobre a regulação hipotalâmica do balanço energético em machos da prole submetidos ou não a sobrecarga calórica

Processo: 11/12492-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2011
Vigência (Término): 30 de novembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Patrícia Aline Boer
Beneficiário:Carla Dal Bianco Fernandez
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Balanço de energia   Leptina   Insulina

Resumo

O rápido aumento na incidência de sobrepeso e obesidade tem sido atribuído à grande disponibilidade de alimentos ricos em gordura, aliado a alterações nos hábitos de vida. No entanto, estudos recentes sugerem que alterações durante o desenvolvimento podem estar entre as principais causas da epidemia de obesidade. A restrição de crescimento intra-uterino aumenta o risco de obesidade na vida adulta, possivelmente por alterações ocorridas no desenvolvimento do controle do apetite. O hipotálamo é reconhecido como o mais importante centro regulador do apetite, através de seus núcleos que recebem informações de regiões centrais e periféricas. Duas populações de neurônios presentes nos núcleos hipotalâmicos estão fortemente envolvidas na regulação do balanço energético, cada uma expressando diferentes neuropeptídeos. O objetivo do presente projeto é estudar os efeitos da restrição protéica durante o período gestacional sobre a regulação hipotalâmica do balanço energético em ratos machos, submetidos ou não à sobrecarga calórica, por ingestão de dieta rica em gordura. Ratos machos filhos de mães controles ou submetidas à restrição protéica durante a gestação receberão ração normal ou hiperlipídica a partir da 8ª semana de vida. Após oito semanas de ingestão das diferentes dietas os animais serão avaliados. Desta forma, o presente projeto tem como objetivo estudar os efeitos da restrição protéica gestacional sobre a regulação hipotalâmica orexígena e anorexígena, bem como sobre a termogênese e a resposta periférica a ação insulínica em prole de ratos machos, submetidos ou não à sobrecarga calórica, por ingestão de dieta rica em gordura, na pós-puberdade.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.