Busca avançada
Ano de início
Entree

Clonagem molecular e expressão dos hormônios folículo estimulante (FSH) e luteinizante (LH) e perfil dos esteróides sexuais durante a diferenciação gonadal e ciclo reprodutivo do Characiforme Astyanax altiparanae

Processo: 11/19268-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2011
Vigência (Término): 30 de setembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca - Aquicultura
Pesquisador responsável:Maria Ines Borella
Beneficiário:Lázaro Wender Oliveira de Jesus
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):13/18297-0 - Caracterização molecular, localização celular e estudos de expressão gênica dos mRNAs codificantes de gonadotropinas e seus receptores, e perfil plasmático de três esteróides sexuais em Astyanax altiparanae (Teleostei, Characiformes), BE.EP.DR
Assunto(s):Peixes   Astyanax   Reprodução induzida em peixes   Hormônios esteroides gonadais   Gonadotrofinas   Expressão gênica   Clonagem   Filogenia

Resumo

A reprodução nos peixes teleósteos é regulada pelo eixo hipotalámo-hipófise-gônadas. Sob a regulação do GnRH, a hipófise secreta duas gonadotropinas, os hormônios folículo estimulante (FSH) e luteinizante (LH), heterodímeros formados por uma subunidade alfa comum e uma beta, a qual confere funções biológicas específicas. As gonadotropinas modulam a produção de esteróides sexuais nas gônadas, que por sua vez, atuam na manutenção e regulação de todo o processo reprodutivo. Existe uma lacuna na literatura sobre a regulação hormonal da reprodução exercida pelos diferentes níveis do eixo HPG nos teleósteos sul-americanos, embora apresentem a maior diversidade de espécies do planeta e uma gama de estratégias reprodutivas. Neste projeto, propomos a investigação dos aspectos hormonais que regulam o eixo reprodutivo de Astyanax altiparanae Garutti e Britski, 2000, um Characiforme endêmico da Bacia do rio Paraná e que apresenta importância ecológica, econômica e acadêmica. Especificamente, objetivamos (1) realizar a clonagem molecular e a análise filogenética dos genes codificadores do bFSH e bLH de A. altiparanae, (2) analisar o perfil de expressão destes genes por meio de Real-Time qPCR durante a diferenciação gonadal e o ciclo reprodutivo anual em cativeiro, (3) sua possível expressão em outros órgãos além da hipófise e (4) quantificar os esteróides sexuais durante o ciclo reprodutivo por meio de ELISA; afim de relacionar os níveis de ambas classes hormonais com os processo de diferenciação gonadal e com as diversas etapas do ciclo reprodutivo nos machos e fêmeas desta espécie. Assim, buscamos esclarecer uma parte do controle endócrino da reprodução neste representante dos Characiformes, e de uma forma indireta, contribuir para o aperfeiçoamento das técnicas de reprodução induzida das espécies nativas, um processo limitante na piscicultura. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DE JESUS, LAZARO WENDER O.; BOGERD, JAN; VIECELI, FELIPE M.; BRANCO, GIOVANA S.; CAMARGO, MARILIA P.; CASSEL, MONICA; MOREIRA, RENATA G.; YAN, CHAO Y. I.; BORELLA, MARIA I. Gonadotropin subunits of the characiform Astyanax altiparanae: Molecular characterization, spatiotemporal expression and their possible role on female reproductive dysfunction in captivity. General and Comparative Endocrinology, v. 246, p. 150-163, MAY 15 2017. Citações Web of Science: 4.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
JESUS, Lázaro Wender Oliveira de. Gonadotropinas e seus receptores em Astyanax altiparanae (Teleostei, Characiformes): caracterização molecular e expressão espaço-temporal durante o ciclo reprodutivo em cativeiro.. 2016. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Ciências Biomédicas São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.