Busca avançada
Ano de início
Entree

Presença das glândulas pós-faríngeas em hymenoptera e eficiência do aparato filtrador em formicidae

Processo: 11/11507-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2011
Vigência (Término): 31 de março de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Zoologia Aplicada
Pesquisador responsável:Odair Correa Bueno
Beneficiário:Viviane Cristina Tofolo Chaud
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil

Resumo

As glândulas pós-faríngeas e o aparato filtrador são estruturas que fazem parte do aparelho digestório de formigas. A primeira estrutura tem um papel importante na comunicação social entre companheiras de ninho e até pouco tempo foi considerada exclusiva de Formicidae. No entanto, recentemente, foi descoberta em vespas solitárias (Apoidea) apresentando diferenças morfológicas e químicas. A segunda estrutura apresenta uma região especializada na retenção de micropartículas alimentares sólidas, chamada de cavidade infrabucal. Sua eficiência varia de acordo com a espécie estudada e ainda não foi possível relacioná-la com características morfológicas ou comportamentais das formigas, como tamanho da cabeça e trofalaxia. Devido à ausência de trabalhos comparativos envolvendo essas duas estruturas, são propostas nesse trabalho: a) uma análise comparativa da eficiência do aparato filtrador em Formicidae, por meio da determinação do tamanho das micropartículas que permanecem retidas nos filtros presentes na cavidade infrabucal das formigas; b) uma análise comparativa da presença, morfologia e composição química do conteúdo das glândulas pós-faríngeas em Formicidae e em vespas solitárias pertencentes a Vespoidea, para determinar suas funções e esclarecer as mudanças sofridas ao longo da evolução nos diferentes grupos. Os resultados obtidos irão contribuir para o conhecimento da morfologia e do comportamento alimentar das principais espécies de formigas presentes em fragmentos de Mata Atlântica e de Cerrado da região de Rio Claro/SP e para determinar quais as mudanças ocorreram nas glândulas pós-faríngeas de vespas solitárias e formigas do ponto de vista funcional e morfológico, além da elucidação de sua origem.