Busca avançada
Ano de início
Entree

Componentes genéticos da dominância manual e lateralidade cerebral em idosos saudáveis

Processo: 11/17428-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2011
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Humana e Médica
Pesquisador responsável:Mayana Zatz
Beneficiário:Michel Satya Naslavsky
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Neurociências   Cérebro   Assimetria   Dominância manual   Dominância cerebral   Lateralidade funcional   Envelhecimento   Idosos

Resumo

A dominância manual corresponde à habilidade e à destreza diferencial de uma mão em relação à outra. Em humanos estima-se que 90% dos indivíduos apresentem dominância da mão direita, enquanto em outros animais esta proporção é de 1:1. A porção cortical do cérebro controla esta característica de forma lateralizada ou assimétrica. Encontra-se, em nível populacional, variabilidade em torno da dominância manual e da lateralidade funcional do córtex cerebral e sugere-se que, durante o envelhecimento e em alguns distúrbios neuropsicológicos, esta assimetria é gradualmente perdida ou revertida. Os componentes genéticos e vias moleculares associados ao desenvolvimento e à manutenção dessa assimetria são pouco conhecidos. A proposta deste estudo é investigar a dominância manual e lateralidade cerebral sob o foco da genética em nível populacional. Uma amostra de cerca de 1000 indivíduos idosos (idade e 60 anos), cognitivamente saudáveis (MMSE e 26) do município de São Paulo será recrutada para coleta de dados demográficos e clínicos, coleta de DNA e aquisição de dados de neuroimagem por ressonância magnética. Em seguida, será realizada a genotipagem de marcadores distribuídos ao longo de todo genoma para estudo de associação estatística com os dados demográficos, clínicos e de ressonância em busca dos componentes genéticos associados à dominância manual e à lateralidade cerebral. Desta forma, o estudo poderá aumentar nossa compreensão acerca dos mecanismos associados à dominância manual e o envelhecimento saudável, ao buscar fatores genéticos potencialmente associados à manutenção da assimetria cerebral em idosos com capacidade cognitiva preservada. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
NASLAVSKY, MICHEL SATYA; YAMAMOTO, GUILHERME LOPES; DE ALMEIDA, TATIANA FERREIRA; EZQUINA, SUZANA A. M.; SUNAGA, DANIELE YUMI; PHO, NAM; BOZOKLIAN, DANIEL; MILKEWITZ SANDBERG, TATIANA ORLI; BRITO, LUCIANO ABREU; LAZAR, MONIZE; BERNARDO, DANILO VICENSOTTO; AMARO, JR., EDSON; DUARTE, YEDA A. O.; LEBRAO, MARIA LUCIA; PASSOS-BUENO, MARIA RITA; ZATZ, MAYANA. Exomic variants of an elderly cohort of Brazilians in the ABraOM database. Human mutation, v. 38, n. 7, p. 751-763, JUL 2017. Citações Web of Science: 38.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
NASLAVSKY, Michel Satya. A contribuição de estudos populacionais em idosos saudáveis: base de dados genômicos, compreensão do envelhecimento e lateralidade cerebral. 2015. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Biociências São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.