Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito do etileno sobre o perfil metabólico e proteômico do mamão papaia

Processo: 11/14847-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2011
Vigência (Término): 30 de novembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Ciência de Alimentos
Pesquisador responsável:Beatriz Rosana Cordenunsi
Beneficiário:Roberta Ghedini Der Agopian
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/07914-8 - FoRC - Centro de Pesquisa em Alimentos, AP.CEPID
Assunto(s):Metaboloma   Etilenos   Fisiologia pós-colheita   Proteoma

Resumo

O amadurecimento consiste em um conjunto de mudanças bioquímicas e fisiológicas que ocorrem no estágio final do desenvolvimento do fruto, tornando-o atraente e comestível. Os frutos climatéricos como o mamão, apresentam altas taxas de CO2 e síntese auto-catalítica do hormônio etileno no início do amadurecimento, responsável pela sinalização de diversas mudanças no desenvolvimento e amadurecimento de frutos. Entre elas, mudanças na atividade e expressão das proteínas relativas às enzimas. Estudos com frutos transgênicos tem mostrado a alteração da expressão de inúmeros genes como resposta ao etileno, sendo muitos destes relacionados a vias metabólicas diretamente relacionadas à qualidade dos frutos. Algumas mudanças físico-químicas, e até a expressão de alguns genes em frutos, são diferentemente afetadas pelo nível e/ou percepção do etileno durante o amadurecimento. Em mamão estudos recentes demonstraram diferenças significantes no panorama do transcriptoma, revelando valiosos aspectos da regulação deste hormônio no início do amadurecimento. No entanto, a avaliação dos níveis de metabólitos é um complemento fundamental na determinação da função gênica, pois os níveis dos metabólitos representam uma informação integrativa da função celular em nível molecular, em resposta a alterações ambientais ou genéticas. Assim, a compreensão de alguns processos tem sido possível devido à união de técnicas complementares a genômica como o Metaboloma e o Proteoma. Estudos recentes de proteoma em mamão maduro em relação ao estágio verde revelou expressivo aumento da síntese de proteínas relacionadas ao amadurecimento. No entanto, o amadurecimento é um processo que depende da ação de vários hormônios. Portanto, a comparação de frutos tratados em um intervalo muito menor de tempo com etileno exógeno, permitiria avaliar a ação individualizada do etileno no contexto do amadurecimento, permitindo avaliar as proteínas que são prontamente afetadas pelo etileno. O perfil metabólico tem se mostrado uma ferramenta importante para a compreensão das alterações metabólicas em grande escala nos frutos no amadurecimento e suas correlações entre as diferentes rotas metabólicas. Até o momento, não existem estudos comparativos entre o perfil metabólico e o proteômico durante os primeiros eventos relacionados ao amadurecimento, apesar dos estudos de transcriptoma no fruto já indicarem grandes alterações do mamão durante este processo. Assim, o tratamento com etileno exógeno em um curto período de tempo seria uma forma de induzir as mudanças de forma controlada de modo a acompanhar as mudanças causadas pelo hormônio no perfil protéico e metabólico de mamão. O objetivo geral deste projeto consiste em verificar as alterações nos respectivos perfis de metabólitos e de proteínas, associados com o tratamento com etileno exógeno, para melhor compreender o efeito deste hormônio no período climatérico durante o processo do amadurecimento de mamão papaia. O presente projeto propõe o tratamento em mamão papaia com etileno exógeno por um curto intervalo de tempo, seguido das análises e detecção do perfil metabólico e proteômico, e da análise e tratamento de dados, com auxílio das ferramentas de bioinformática, para classificação e correlação dos respectivos grupos metabólicos e de proteínas para melhor compreender os pontos de regulação metabólica afetadas pela ação do etileno em relação ao processo do amadurecimento do fruto.