Busca avançada
Ano de início
Entree

Detecção, remoção e recuperação de metais pesados com nanopartículas magnéticas funcionalizadas

Processo: 11/19114-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2012
Vigência (Término): 31 de março de 2014
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Analítica
Pesquisador responsável:Mauro Bertotti
Beneficiário:Roselyn Millaray Castañeda Peña
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):12/10769-7 - Caracterização de novos eletrodos para uso na detecção de traços de íons metálicos biotóxicos no ambiente, BE.EP.PD
Assunto(s):Eletroquímica   Metais pesados   Nanopartículas magnéticas

Resumo

Atualmente, com o advento da nanociência e nanotecnologia, as nanopartículas magnéticas têm encontrado inúmeras aplicações. É possível, por meio de reações químicas, inserir modificações na superfície das nanopartículas, funcionalizando-as e atribuindo-lhes uma variedade de aplicações tecnológicas como, por exemplo, na descontaminação de águas poluídas. Muitos grupos de pesquisa dedicam-se ao desenvolvimento de novos métodos para remover íons de metais pesados de soluções aquosas, a fim de melhorar a abordagem tradicional (como a precipitação, a coagulação, a extração de solvente, redução, neutralização, separação eletroquímica através das membranas, troca iônica e adsorção). Entretanto, poucos trabalhos são reportados sobre o uso de nanopartículas magnéticas funcionalizadas com grupos complexantes em processos de descontaminação. Portanto, o objetivo do presente trabalho será investigar a eficiência de procedimento baseado no uso de nanopartículas magnéticas funcionalizadas e campo magnético externo para a remediação de efluentes industriais contendo Cu2+, Pb2+ e Cd2+. Pretende-se monitorar a concentração dos metais pesados antes e após o processo de remediação e microeletrodos serão utilizados para realizar esses estudos in-situ. (AU)