Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudos dos polimorfismos de base única (SNPs) como marcadores moleculares em vacas Bos indicus e Bos Taurus, associados ao fenótipo de alta e baixa população folicular

Processo: 11/17370-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2011
Vigência (Término): 31 de agosto de 2014
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Reprodução Animal
Pesquisador responsável:Ciro Moraes Barros
Beneficiário:Maurício Gomes Favoreto
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Bovinos   Biologia molecular   Polimorfismo de um único nucleotídeo

Resumo

O desenvolvimento folicular de bovinos ocorre em um padrão de ondas. Cada onda de crescimento folicular é caracterizada por um grupo de pequenos folículos que são recrutados (emergência folicular) e iniciam uma fase de crescimento comum. Existem evidências que fêmeas zebuínas (Bos indicus) possuem maior quantidade de folículos por onda do que fêmeas tarinas (Bos taurus). Alguns autores relatam que a população folicular esta relacionada a fertilidade dos animais, podendo estar associada a perfis hormonais e expressão de genes reguladores do crescimento folicular. Como parte de um projeto mais amplo sobre população folicular, objetiva-se com o presente projeto: 1) identificar diferenças genotípicas através de polimorfismos de base única (SNPs) em fêmeas das raças Nelore (Bos indicus) e Aberdeen Angus (Bos taurus) e 2) analisar a expressão gênica dos folículos ovarianos através da técnica do microarray entre fêmeas com alta (APF) ou baixa (BPF) população folicular, dentro da mesma raça e entre raças diferentes (Nelore e Aberdeen Angus). No início do experimento serão utilizados 100 animais de cada raça. Será feita uma média do número total de folículos presentes nos ovários desses animais através de dois exames de ultrasonografia em um intervalo de dez dias. Para genotipagem dos SNPs, em cada grupo de 100 animais serão selecionados 30 animais com APF e 30 animais com BPF. Os animais terão seu ciclo estral sincronizado por administração exógena de prostaglandina e o sangue coletado no primeiro dia da onda folicular. O DNA será extraído das células do plasma e será analisado pela técnica do SNP array usando o chip 777 HD bovine Illumina®. Para a expressão gênica dos folículos serão selecionados dez animais que apresentarem o número de folículos acima da média acrescido do desvio padrão (animais de APF) e dez animais que apresentarem o número total de folículos abaixo da média menos o desvio padrão (animais de APB). Os animais selecionados serão abatidos no primeiro dia da onda folicular e os ovários coletados para posterior dissecação dos folículos. Para cada animal selecionado será feito um pool de cinco folículos com diâmetro entre 2 e 3 mm. O RNA extraído desses foliculos será utilizado na análise molecular do microarray. Após a constatação dos padrões diferenciais de expressão pelo microarray, os genes com intensidade de expressão mais drasticamente diferentes comparando APF x BPF e grupos raciais (Nelore x Aberdeen angus) serão avaliados através da reação de cadeia em tempo real (RT-PCR). Os resultados do SNPs serão analisados para identificar os SNPs comuns aos animais na mesma raça e entre raças. Adicionalmente, será feita também a identificação individual de SNPs em genes que estejam relacionados ao fenótipo hormonal dos animais (testosterona, FSH, estradiol, hormônio anti-Mülleriano e progesterona) e aos genes identificados como diferencialmente expressos pela técnica do microarranjo.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
FAVORETO, Maurício Gomes. Estudo de associação genômica e perfil de expressão gênica de folículos antrais em novilhas das raças nelore e angus, associadas ao fenótipo de alta e baixa população folicular. 2015. 72 f. Tese de Doutorado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Instituto de Biociências (Campus de Botucatu)..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.