Busca avançada
Ano de início
Entree

Modulação pelo haplótipo Bantu da resposta ao uso de hidroxiuréia em anemia falciforme

Processo: 11/14168-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2012
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Humana e Médica
Pesquisador responsável:Claudia Regina Bonini Domingos
Beneficiário:Jéssika Viviani Okumura
Instituição-sede: Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (IBILCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José do Rio Preto. São José do Rio Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Hidroxiureia   Estresse oxidativo   Eritropoetina

Resumo

A anemia falciforme (AF) apresenta fisiopatologia complexa e é caracterizada pela polimerização da hemoglobina (Hb) S com consequente hemólise, vaso-oclusão, estresse oxidativo e aumento da requisição medular. Tais processos fisiopatológicos dificultam o tratamento e culminam no desenvolvimento de manifestações clínicas diversificadas que são moduladas por marcadores genéticos e bioquímicos, dentre eles, os haplótipos da globina beta S (²S), a co-herança de polimorfismos envolvidos em sua fisiopatologia, além dos estados inflamatório e oxidativo crônicos. Dentre os mecanismos de controle oxidativo, existem vias protéicas detoxificadoras mediadas pela haptoglobina (Hp) e pela hemopexina (Hpx) que formam complexos com a Hb e grupo heme livres, respectivamente, garantindo efeitos antioxidantes e anti-inflamatórios. A importância epidemiológica da AF, seus processos fisiopatológicos complexos e diversificados que dificultam o tratamento e desencadeiam manifestações clínicas variadas tornam esta afecção genética um problema de saúde pública no Brasil, o que fundamenta a importância deste estudo que objetiva, em homozigotos para Hb S, caracterizar os haplótipos ²S e avaliar sua associação com marcadores hematológicos e bioquímicos vinculados a fisiopatologia da doença, para melhor entendimento da resposta individual ao tratamento com hidroxiureia (HU).

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
OKUMURA, V, JESSIKA; SILVA, DANILO G. H.; TORRES, LIDIANE S.; BELINI-JUNIOR, EDIS; VENANCIO, LARISSA P. R.; CARROCINI, GISELE C. S.; NASCIMENTO, PATRICIA P.; LOBO, CLARISSE L. C.; BONINI-DOMINGOS, CLAUDIA R. Atypical beta-S haplotypes: classification and genetic modulation in patients with sickle cell anemia. JOURNAL OF HUMAN GENETICS, v. 64, n. 3, p. 239-248, MAR 2019. Citações Web of Science: 0.
OKUMURA, JESSIKA V.; SILVA, DANILO G. H.; TORRES, LIDIANE S.; BELINI-JUNIOR, EDIS; BARBERINO, WILLIAN M.; OLIVEIRA, RENAN G.; CARROCINI, GISELE C. S.; GELALETI, GABRIELA B.; LOBO, CLARISSE L. C.; BONINI-DOMINGOS, CLAUDIA R. Inheritance of the Bantu/Benin haplotype causes less severe hemolytic and oxidative stress in sickle cell anemia patients treated with hydroxycarbamide. JOURNAL OF HUMAN GENETICS, v. 61, n. 7, p. 605-611, JUL 2016. Citações Web of Science: 1.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
OKUMURA, Jéssika Viviani. Modulação pelo haplótipo Bantu da resposta ao uso de hidroxiureia em anemia falciforme. 2013. 99 f. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Instituto de Biociencias, Letras e Ciencias Exatas..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.