Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo genotípico e fenotípico de estafilococos coagulase positiva potencialmente enterotoxigênicos isolados de linhas de produção de queijo minas frescal no Estado de São Paulo

Processo: 11/14319-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2012
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Ciência de Alimentos
Pesquisador responsável:Ernani Porto
Beneficiário:Gabriela Oliveira e Silva
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Microbiologia de alimentos

Resumo

Considerando-se que as condições de produção de queijos frescos são particularmente favoráveis à ocorrência e à produção de enterotoxinas produzidas por estafilococos e que estes são os principais micro-organismos relacionados aos casos de intoxicação alimentar causado pelo consumo de queijos Minas Frescal, tornam-se necessários tanto os estudos sobre a rastreabilidade das fontes de contaminação durante a fabricação, bem como a identificação genotípica e habilidade de cepas em efetivamente produzir enterotoxinas. Este projeto visa isolar e identificar diferentes espécies de estafilococos positivos para o teste de coagulase, potencialmente produtores de enterotoxinas em laticínios do estado de São Paulo, desde a qualidade do leite recebido até o produto final. Em três laticínios produtores de queijo Minas Frescal, serão realizadas coletas mensais de amostras durante 12 meses em diversos pontos do processo de fabricação. As cepas isoladas que apresentarem resultado positivo ao teste de coagulase serão identificadas genotipicamente em relação à espécie (S. aureus, S. hyicus e S. intermedius) e em relação à presença de genes (sea, seb, sec, sed, see, seg, seh, sei, sej) relacionados à produção de enterotoxinas estafilocócicas A, B, C, D, E, G, H, I e J através de análises de reação da polimerase em cadeia (PCR). A tipagem das cepas será realizada através da análise de comparação de bandas pela técnica Enterobacteria Repetitive Intergenic Consensus (ERIC-PCR). Amostras de leite cru, leite pasteurizado e queijos produzidos nos laticínios e dos isolados de Staphylococcus spp. coagulase positiva que apresentarem ao menos algum dos genes relacionados à produção de toxinas clássicas (A, B, C, D e E) serão submetidos a um teste de detecção de enterotoxinas pelo sistema VIDAS® Staph Enterotoxin (SET2). Os dados obtidos para a identificação molecular das cepas, da ocorrência de cepas portadoras dos genes relacionados à produção de enterotoxinas e da produção fenotípica das enterotoxinas serão submetidos ao teste qui-quadrado. Através da comparação do padrão de bandas nas análises de tipagem, os perfis encontrados de cepas de Staphylococcus spp. serão graficamente demonstrados por um dendrograma.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
SILVA, Gabriela Oliveira e. Estudo genotípico e fenotípico de estafilococos coagulase positiva potencialmente enterotoxigênicos isolados de linhas de produção de queijo minas frescal no estado de São Paulo. 2014. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Piracicaba.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.