Busca avançada
Ano de início
Entree

Uma Seção na Frente da Nappe Lima Duarte: Imbricamento Tectônico em Zona de Sutura?

Processo: 11/17964-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2012
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Pesquisador responsável:Mario da Costa Campos Neto
Beneficiário:Victor Câmara Maurer
Instituição-sede: Instituto de Geociências (IGC). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Análise estrutural   Tectônica

Resumo

O Orógeno Brasília, na margem sul do Cráton do São Francisco, possui afinidades geométricas e fenomenológicas com orógenos mesozóicos oriundos do fechamento do paleo-oceano Tethys, quando da abertura do Atlântico Norte e estabelecimento do Oceano Índico (Placa Indo-Australiana). A zona de sutura admitida entre as paleoplacas Sanfranciscana e Paranapanema, como no orógeno alpino, é sub-horizontal e cartograficamente sinuosa. No entanto ela expõe rochas metassedimentares levadas a níveis de crosta orogênica média-inferior, como uma pilha de nappes himalaianas.A provável zona de sutura, no segmento meridional do Orógeno Brasília, encontra-se entre o Sistema de Nappes Andrelândia e as nappes Carrancas e Lima Duarte. O estudo detalhado de um domínio dessa estrutura de significado litosférico contribui para o conhecimento científico de faixas orogênicas antigas, précambrianas. O contato entre a Nappe Lima Duarte sobre a Nappe Andrelândia (imbricação de um sistema em duplex?) insere-se no tema desta investigação tectônica.O estudo local da estrutura e cinemática e da influência do fluxo térmico no transporte tectônico do provável imbricado, e a integração regional dos conhecimentos geológicos da Nappe Lima Duarte em uma base georeferenciada, são objetivos desta pesquisa. A frente da Nappe Lima Duarte, na região NW da cidade de Lima Duarte - MG, é o objeto de estudo. A geologia estrutural, a petrologia metamórfica e a plataforma ArcGis serão as ferramentas de trabalho.Essa pesquisa insere-se no projeto FAPESP: 2010/11152-8.