Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação por meio de scanner 3D da largura do arco dentário em crianças com fissura labiopalatina completa e unilateral

Processo: 11/19291-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2012
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2012
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Odontopediatria
Pesquisador responsável:Thais Marchini de Oliveira Valarelli
Beneficiário:Bianca Zeponi Fernandes de Mello
Instituição-sede: Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais (HRAC). Universidade de São Paulo (USP). Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Fenda labial   Digitalização tridimensional

Resumo

Os pacientes com fissuras labiopalatinas apresentam uma série de alterações anatômicas e funcionais, comprometendo estética, fala, audição, desenvolvimento da oclusão e crescimento craniofacial. O tratamento reabilitador destes pacientes tem sido um constante desafio, que deve ser iniciado ao nascimento, visando o melhor tratamento para todas as suas demandas funcionais. O estudo dos arcos dentários com fissura labiopalatina poderá trazer informações importantes que contribuirão para um melhor entendimento da etiologia, prevalência e tratamento, os quais poderão ser úteis nas terapias preventiva e reabilitadora. Desta forma, o propósito deste trabalho será uma avaliação da largura dos arcos dentários de pacientes com fissuras labiopalatinas de 3 a 9 meses, antes das cirurgias primárias. A amostra será composta de 50 pacientes com fissuras labiopalatinas completa unilateral e 50 sem fissuras labiopalatinas. A avaliação será realizada por meio de modelos digitais para cada paciente. Dos modelos serão obtidas as medidas dos arcos dentários utilizadas para a correlação entre os grupos. Nas imagens 3D será determinada a área dos arcos dentários superiores e os pontos e linhas necessários para a realização das medidas de avaliação. Após a coleta, os dados serão devidamente analisados por meio de gráficos e tabelas, sendo utilizada ANOVA, seguido do Teste de Tukey. Durante todo período do estudo, 2 avaliadores previamente calibrados (Kappa>0,8) realizarão as avaliações. Caso necessário, outros testes poderão ser aplicados. Será adotado nível de significância de 5% para que as diferenças sejam consideradas estatisticamente significativas.