Busca avançada
Ano de início
Entree

Ação do LPS de Escherichia coli no órgão de Bidder, testículo e fígado de machos Rhinella schneideri (Anura: Bufonidae)

Processo: 11/21519-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2012
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Morfologia dos Grupos Recentes
Pesquisador responsável:Classius de Oliveira
Beneficiário:Lara Salgueiro de Gregorio
Instituição-sede: Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (IBILCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José do Rio Preto. São José do Rio Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Rhinella schneideri   Lipopolissacarídeos   Fígado   Anatomia animal   Testículo

Resumo

Os anuros estão sujeitos à contaminação por patógenos ou substâncias químicas devido a sua dependência do meio aquático, quando situados em ambientes sujeitos a ações antrópicas degradantes. A Escherichia coli é uma bactéria Gram-negativa, apresentando lipopolissacarídeos (LPS) em sua membrana externa, o que lhe confere patogenicidade. O meio aquático é comumente contaminado por este microrganismo, o que pode levar à infecção dos anuros, de modo que se inicie uma resposta imune contra o patógeno. Anuros da família Bufonidae apresentam um órgão bastante peculiar, denominado órgão de Bidder, considerado um ovário rudimentar, capaz de produzir células germinativas femininas. Nos machos, este órgão está localizado na extremidade cranial dos testículos e, em determinadas circunstâncias, pode se tornar funcional. Fortes evidências indicam que a infecção pode afetar a reprodução de algumas espécies de anuros. Dessa forma, o trabalho tem como objetivo avaliar a ação do lipopolissacarídeo (LPS) da bactéria Escherichia coli no órgão de Bidder e testículo, baseando-se no desenvolvimento das células germinativas destes órgãos, e analisar a resposta imune dos animais expostos à contaminação por E. coli, através da análise do fígado para detecção de células do sistema imunológico. Serão utilizados 18 exemplares machos da espécie Rhinella schneideri, coletados na época reprodutiva que se inicia em Novembro de 2011. Nos grupos tratados serão injetados 3mg/Kg de LPS, sendo o primeiro grupo analisado após 24h e o segundo após 48h de administração do patógeno. Para o grupo controle, seis animais serão eutanasiados em tempo intermediário, nesses animais será administrada apenas solução fisiológica estéril. Posteriormente, será feita descrição anatômica e histológica dos órgãos de Bidder, testículo e fígado, bem como análises biométricas, morfométricas e histológicas. Pesquisas desta natureza são importantes para conhecer a biologia reprodutiva desses animais, a fim de esclarecer alguns aspectos morfológicos e fisiológicos, bem como possibilita avaliar aspectos gerais do sistema imunológico.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GREGORIO, L. S.; FREITAS, J. S.; FRANCO-BELUSSI, L.; DE OLIVEIRA, C. LPS-induced alterations in reproductive organs and liver pigmentation in the toad Rhinella diptycha (Bufonidae). CANADIAN JOURNAL OF ZOOLOGY, v. 96, n. 12, p. 1336-1345, DEC 2018. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.