Busca avançada
Ano de início
Entree

Isolamento de fungos termofílicos para a produção de enzimas fibrolíticas visando a sacarificação de materiais lignocelulósicos

Processo: 11/21626-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2012
Vigência (Término): 31 de março de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Eleni Gomes
Beneficiário:Leititia de Nagornoff
Instituição-sede: Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (IBILCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José do Rio Preto. São José do Rio Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:10/12624-0 - Aplicação de métodos físico-químicos e enzimáticos na sacarificação do bagaço de cana: estudos de microrganismos, processos fermentativos relacionados e métodos de hidrólise, AP.TEM
Assunto(s):Hidrólise enzimática   Celulase   Pré-tratamento

Resumo

A utilização do bagaço de cana-de-açúcar para produção de etanol é o foco do projeto temático. Atualmente existem muitas publicações sobre a produção de etanol, tendo como material de partida fibras lignocelulósicas como o bagaço de cana. Entretanto, não existem ainda plantas industriais com viabilidade econômica operando em escala, indicando assim a existência de lacunas de conhecimento, as quais devem ser superadas para se chegar a um processo efetivamente viável. Estudos sobre processos de hidrólise química/enzimática, caracterização química do hidrolisado, seleção de micro-organismos degradadores/fermentadores de fibras lignocelulósicas, monitoramento de condições do processo fermentativo e projeto/construção de biorreatores são muito importantes, mas, quando realizados isoladamente, conduzem a resultados dispersos e não conclusivos para a produção comercial de bioetanol. Estes tópicos são fortemente inter-relacionados e devem ser abordados obrigatoriamente de forma conjunta. O grupo de pesquisa proponente deste projeto domina a tecnologia de isolamento e aplicação de enzimas na degradação/fermentação de fibras lignocelulósicas em escala laboratorial, tendo já selecionado diferentes micro-organismos com excelentes características apropriadas ao projeto em questão. Além da hidrólise enzimática do bagaço, é proposto um estudo sobre os efeitos da ozonólise, visando a desestruturação e oxidação do complexo lignina/celulose/hemicelulose, de forma a aumentar a hidrólise enzimática deste material, a caracterização química do hidrolisado.