Busca avançada
Ano de início
Entree

Interação entre atrazina e ftalocianina de ferro via Filmes de Langmuir e Langmuir-Blodgett (LB)

Processo: 11/22287-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2012
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Física - Física da Matéria Condensada
Pesquisador responsável:Carlos José Leopoldo Constantino
Beneficiário:Rafael Jesus Gonçalves Rubira
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Assunto(s):Filmes finos   Atrazina   Monocamadas de Langmuir

Resumo

Neste projeto de IC serão fabricados filmes finos (monomoleculares a nanometros de espessura) de ftalocianina de ferro (FePc) utilizando-se as técnicas de Langmuir e Langmuir-Blodgett (LB), objetivando-se a aplicação futura destes filmes em unidades sensoriais. Os filmes de Langmuir correspondem a monocamadas formadas na interface água/ar e a deposição destas monocamadas sobre substratos sólidos dá origem ao filmes LB. A principal informação a ser obtida refere-se à resposta da FePc na presença de atrazina, um herbicida ainda amplamente utilizado na agricultura, mas que pode trazer sérios problemas a nossa saúde. A interação entre a FePc e a atrazina será investigada tanto para os filmes de Langmuir como LB. No caso dos filmes de Langmuir a atrazina será dissolvida na subfase aquosa para medidas de pressão de superfície vs. área molecular média (isotermas À-A). No caso dos filmes LB serão utilizados espalhamento micro-Raman e absorção no infravermelho com transformada de Fourier (FTIR). Neste contexto, a qualidade dos filmes LB em termos de controle da espessura e homogeneidade morfológica deve ser monitorada. A espessura será controlada por medidas de absorção no ultravioleta-visível (UV-Vis) vs. número de camadas depositadas. A morfologia será determinada em escala micrométrica via espectroscopia micro-Raman, técnica que combina morfologia e informação química a partir do acoplamento de um microscópio óptico a um espectrógrafo Raman, e em escala nanométrica via microscopia de força atômica (AFM). Este projeto de IC é concebido dentro da linha de pesquisa associada aos projetos PQ nível 1d do CNPq e auxílio a pesquisa FAPESP 2009/16021-1. O candidato a esta bolsa concluiu o 2º ano de Física nesta Universidade, tem um bom histórico escolar e há cerca de um ano desenvolve atividades de pesquisa em nosso Grupo de forma bastante dedicada e entusiasmada.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.