Busca avançada
Ano de início
Entree

Crítica do sujeito e da lógica de identidade em Theodor Adorno: esboço de uma Dialética Negativa

Processo: 11/20822-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2012
Vigência (Término): 02 de maio de 2015
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Filosofia - Epistemologia
Pesquisador responsável:Vladimir Pinheiro Safatle
Beneficiário:Felipe Catalani
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):14/14913-0 - Verdade estética em Adorno, BE.EP.IC
Assunto(s):Teoria crítica   Theodor W. Adorno

Resumo

Escrito em 1969, no último ano de vida do autor, o ensaio "Epilegômenos Dialéticos sobre Sujeito e Objeto" é um ponto alto da teoria crítica de Theodor W. Adorno. A partir deste texto, buscamos neste trabalho investigar a relação sujeito-objeto em seu caráter constitutivo no âmbito de uma crítica da filosofia transcendental kantiana. Trata-se ao mesmo tempo de um aprofundamento e uma ruptura com o projeto crítico da Dialética do Esclarecimento (1947), onde a relação negativa entre razão e sociedade foi primeiramente estabelecida. A radicalidade da crítica empreendida no ensaio em questão aproxima-se de sua Dialética Negativa (1966), tanto historica como conceitualmente. Adorno demonstra como que aquilo que Kant formulara como sujeito transcendental está numa íntima relação com a forma social em que surge. Neste sentido, a aporia do conhecimento de Kant se repõe em toda a filosofia moderna e contemporânea, de forma que isso permite que a crítica de Adorno atinja o fundamento de toda filosofia produzida desde então. Trata-se de compreender, então, como que "crítica do conhecimento é crítica da sociedade, e vice-versa", para além de uma mera leitura exegética do texto, contrapondo Adorno com outras perpectivas críticas contemporâneas.