Busca avançada
Ano de início
Entree

Pesquisa de genes de virulência em cepas de Listeria Monocytogenes e Listeria innocua originárias de ambiente e alimento

Processo: 10/13511-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2012
Vigência (Término): 31 de maio de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Saúde Pública
Pesquisador responsável:Maria Helena Matte
Beneficiário:Luisa Zanolli Moreno
Instituição-sede: Faculdade de Saúde Pública (FSP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Assunto(s):Listeria   Vigilância sanitária   Listeria monocytogenes   Virulência

Resumo

A bactéria Listeria monocytogenes é um agente zoonótico transmitido, principalmente por alimentos, podendo ser letal na ocorrência de surtos. Dentre as fontes de infecção, destacam-se os produtos de origem láctea, carnes e embutidos, além dos ambientes da indústria de processamento alimentício. Na última década, foram detectadas cepas de L. monocytogenes e L. innocua, em ambiente e alimento, caracterizadas com baixa a alta virulência para células eucarióticas decorrente de mutações nos genes de virulência. Este novo cenário, com alteração da virulência de ambas as espécies, e o relato de um caso fatal de listeriose humana ocasionada por L. innocua atípica demandam atenção, pois apresentam maior risco à saúde da população exposta a estes ambientes e alimentos sendo, portanto, uma importante questão de saúde pública. Dessa forma, o presente estudo tem como objetivo pesquisar genes de virulência em cepas de L. monocytogenes e L. innocua, isoladas em pontos da cadeia produtiva da carne suína no Estado de São Paulo, e que apresentam alta similaridade genética com cepas de origem de infecção humana. Dentre as cepas estudadas, destacam-se isolados de L. monocytogenes com atípica atividade hemolítica e cepas de L. innocua com PCR positivo para um gene de virulência específico de L. monocytogenes. A detecção dos genes será realizada via reações de PCR e a confirmação, mapeamento e análise destes por seqüenciamento. Assim, será possível identificar e comparar os mecanismos genéticos de virulência dos isolados com os já descritos na literatura e discutir a implicação destes novos conhecimentos para a epidemiologia da listeriose e sua importância para a saúde pública.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.