Busca avançada
Ano de início
Entree

O sistema ubiquitina-proteassoma no modelo de hipertrofia cardíaca induzida por hormônio tiroideano

Processo: 11/01291-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2012
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Maria Luiza de Morais Barreto de Chaves
Beneficiário:Caroline Antunes Lino
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Cardiomegalia   Hormônios tireóideos   Fisiologia cardiovascular

Resumo

As células musculares cardíacas, devido ao seu extremo grau de diferenciação, apresentam ausência de divisão celular. Desta forma, desenvolveram mecanismos de adaptação às variações na homeostasia do tecido cardíaco, sendo a regulação do tamanho celular seu principal mecanismo de citoproteção. Vias de sinalização intracelulares associadas à regulação do tamanho, sobrevivência e morte celular são controladas por um nível basal de proteínas que, por sua vez, resultam do balanço existente entre síntese e degradação. Em células eucariontes, o Sistema Ubiquitina-Proteassoma corresponde ao principal mecanismo de proteólise intracelular e crescentes evidências sugerem seu envolvimento na patogênese de uma série de doenças cardíacas, tais como a hipertrofia. A ativação do Sistema Ubiquitina-Proteassoma foi demonstrada em diferentes modelos de hipertrofia cardíaca descrita por um aumento de proteínas ubiquitinadas, aumento da expressão de subunidades específicas do proteassoma e aumento de sua atividade. No mesmo sentido, a inibição do Sistema Ubiquitina-Proteassoma é capaz de prevenir o desenvolvimento da hipertrofia e há evidências de que a integridade desse importante sistema proteolítico seja determinante para a manutenção da hipertrofia cardíaca compensada. Os hormônios tiroideanos apresentam ações clássicas sobre o sistema cardiovascular e interferem na regulação de múltiplas vias de sinalização que conhecidamente modulam o trofismo cardíaco. Assim, o objetivo do presente estudo é avaliar, em culturas primárias de cardiomiócitos e em corações de ratos Wistar adultos, a participação do sistema de proteólise Ubiquitina-Proteassoma na hipertrofia cardíaca induzida por hormônio tiroideano (T3).

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
LINO, CAROLINE ANTUNES; DEMASI, MARILENE; BARRETO-CHAVES, MARIA LUIZA. Ubiquitin proteasome system (UPS) activation in the cardiac hypertrophy of hyperthyroidism. Molecular and Cellular Endocrinology, v. 493, AUG 1 2019. Citações Web of Science: 1.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
LINO, Caroline Antunes. O sistema ubiquitina-proteassoma no modelo de hipertrofia cardíaca induzida por hormônio tireoidiano.. 2013. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Ciências Biomédicas São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.