Busca avançada
Ano de início
Entree

Paulo Emílio e o cinema silencioso de Weimar na Semana de Cultura Cinematográfica de 1959

Processo: 11/04335-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2012
Vigência (Término): 31 de outubro de 2013
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Artes - Fundamentos e Crítica das Artes
Pesquisador responsável:Carlos Eduardo Jordão Machado
Beneficiário:Rafael Morato Zanatto
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Letras (FCL-ASSIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Assis. Assis , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):12/16120-2 - Paulo Emilio e André Bazin: o cinema como arte impura, BE.EP.MS
Assunto(s):História do cinema   Crítica cinematográfica

Resumo

Este projeto tem por intenção analisar os artigos de Paulo Emilio Salles Gomes escritos como complemento à Semana de Cultura Cinematográfica de 1959, realizada pela Cinemateca Brasileira. O trabalho manterá o foco em nove de seus artigos, publicados no Suplemento Literário do jornal "O Estado de S. Paulo" sobre o cinema produzido na República de Weimar [1919-33]. A partir de seus ensaios, deveremos realizar a aproximação temática [cinema silencioso alemão] com as obras "A Tela Demoníaca", de Eisner, "De Caligari a Hitler", de Kracauer e metodológica com o texto de Bazin "Por um cinema impuro: Defesa da adaptação", publicado em "Qu'est-ce que le cinéma?". Tal comparação será articulada à especificidade de suas idéias sobre cinema e arte em geral, fornecendo possibilidades de percurso fundadas na heterogeneidade dos recursos analíticos empregados para estender o impacto da obra de arte segundo a concepção de cinema enquanto arte impura, expressão artística que segundo Paulo Emilio se vale da apropriação de todas as outras artes para manter o vigor através dos tempos. No exercício de articular o particular a um conjunto explicativo que flerta com a história, sociologia, literatura, teatro, artes plásticas, dados biográficos do diretor, arquitetura e ideologia, Paulo Emilio parece nos oferecer a chave de sua concepção sobre como entender o cinema da República de Weimar. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
ZANATTO, Rafael Morato. Luzes e sombras : Paulo Emilio Salles Gomes e a cultura cinematográfica (1954-59). 2013. 194 f. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Filosofia, Ciencias e Letras (Campus de Assis).

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.