Busca avançada
Ano de início
Entree

Uso de Nicotiana tabacum e Arabidopsis thaliana como plantas modelo para estudo funcional de genes associados à resistência a clorose variegada dos citros

Processo: 11/14629-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2012
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Vegetal
Pesquisador responsável:Alessandra Alves de Souza
Beneficiário:Willian Eduardo Lino Pereira
Instituição-sede: Instituto Agronômico (IAC). Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA). Secretaria de Agricultura e Abastecimento (São Paulo - Estado). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Xylella fastidiosa   Organismos geneticamente modificados   Transformação genética

Resumo

A citricultura brasileira representa um setor comercial muito rico, responsável pela liderança mundial no mercado de suco concentrado congelado e não concentrado. Além destes produtos o Brasil ainda exporta subprodutos da laranja (pectina, óleo, ração), o que no total corresponde a um faturamento de 1,5 bilhões anuais. Apesar disso a produtividade brasileira é baixa, sobretudo em razão da incidência de pragas e doenças. Dentre essas doenças, a Clorose Variegada do Citros (CVC), causada pela bactéria Xylella fastidiosa é uma das que mais prejudicam o setor. Os prejuízos causados pela doença são estimados em 122 milhões de dólares anuais, uma vez que a doença afeta todas as variedades de laranja doce diminuindo a produção de suco concentrado, principal produto exportado. A doença se caracteriza pela redução no tamanho dos frutos em função da colonização da bactéria no xilema da planta, bloqueando o transporte de água e nutrientes para parte aérea. Os programas de melhoramento genético de citros ainda são um desafio em virtude da baixíssima variabilidade genética e do grande avanço de pragas e doenças. Dessa forma há uma grande necessidade de ampliação das bases genéticas e o uso de ferramentas de biotecnologia vêm ao encontro dessa necessidade. Uma dessas ferramentas é a transferência de genes de qualquer organismo de modo a obter uma característica desejada em outro organismo, estratégia comumente chamada transgênia. Estudos realizados pela nossa equipe demostraram que variedades de tangerina são resistentes à X. fastidiosa, ou seja, não apresentaram sintomas típicos da doença, além de possível redução da população bacteriana na planta. Também foi verificado pelo nosso grupo que alguns genes superexpressos durante a infecção podem ser responsáveis pela resistência à X. fastidiosa e consequentemente o controle da CVC. Em paralelo à isso, algumas chaperonas conhecidas como Heat shock proteins (Hsps) são conhecidas por estarem relacionadas à resistência a diferentes estresses. Recentemente, a superexpressão de uma chaperona codificada pelo gene BiPD de soja conferiu resistência à estresse hídrico em plantas de Nicotiana tabacum. Uma vez que X. fastidiosa induz estresse hídrico na planta e sabe-se que genes BiP respondem também a elicitores da resposta planta-patógeno, este gene também poderia ser útil no controle da CVC. Com isso, a transferência de todos esses genes para citros seria uma excelente estratégia, não fossem as dificuldades encontradas na transformação. Tais dificuldades como escapes, enraizamento, enxertia, longo ciclo da cultura e muitas variações de resposta entre variedades contribuem para a procura de alternativas como plantas modelo. Nicotiana tabacum e Arabidopsis thaliana são plantas modelo muito interessantes para transformação genética, pois possuem protocolos simples, ciclo de vida curto e grande produção de sementes. Além disso, sabe-se que N. tabacum é hospedeiro de X. fastidiosa e Candidatus Liberibacter, bactéria causadora do Huanglongbing. Ainda foi reportado recentemente que A. thaliana é hospedeira para X. fastidiosa. Desta forma, este trabalho tem por objetivo a utilização de plantas modelos como N. tabacum e A. thaliana para o estudo funcional de genes de citros associados à resistência a X. fastidiosa.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
PEREIRA, Willian Eduardo Lino. Uso de Nicotiana tabacum e Arabidopsis thaliana como plantas modelo para estudo funcional de genes associados à resistência a clorose variegada dos citros. 2014. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual de Campinas. Instituto de Biologia.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.