Busca avançada
Ano de início
Entree

Plataformas de Reprodução do Conhecimento Científico em Oncogenômica

Processo: 11/14894-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2012
Vigência (Término): 30 de junho de 2013
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Sociologia - Outras Sociologias Específicas
Pesquisador responsável:Maria Conceição da Costa
Beneficiário:Renan Gonçalves Leonel da Silva
Instituição-sede: Instituto de Geociências (IG). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):12/08001-3 - Reconfigurações da atividade científica em biomedicina no século XXI: implicações para a agenda de pesquisa sobre o câncer, BE.EP.MS
Assunto(s):Oncogenética

Resumo

A emergência das novas tecnologias de informação nos anos 1980 e o aprofundamento do processo de transnacionalização da produção do conhecimento reorganizou as plataformas da pesquisa biomédica a nível mundial. Aliado a um "alargamento" das bases institucionais da política científica e tecnológica nos países desenvolvidos, tal conjuntura promoveu uma reconfiguração do regime de produção científica das ciências da vida, fundamentalmente orientada para o conhecimento do genoma humano e sua aplicação sistemática nas práticas da medicina ocidental. Esse projeto de pesquisa tem como objetivo apresentar as principais características e práticas da atividade científica que reconfigurou o conteúdo da produção do conhecimento em biomedicina no fim do século XX, com foco na trajetória da oncogenômica no Brasil. Constitui-se como objetivo específico da investigação entender os processos de organização e racionalização da atividade científica dentro de um laboratório de pesquisa básica em oncogenômica e biologia molecular do câncer, analisando-os criticamente a partir do ferramental teórico da Sociologia da Ciência e da Tecnologia. Pretende-se, com isso, pensar a produção do conhecimento como resultado de sistemas sociotécnicos institucionalmente organizados, entendendo a ciência como ação humana orientada por valores da comunidade científica. O conhecimento da complexidade de um regime de produção científica é fundamental para se estabelecer políticas de inovação e organizar uma agenda eficaz de difusão tecnológica.