Busca avançada
Ano de início
Entree

Comparação do fluxo sanguíneo folicular, luteal e uterino de éguas jovens e idosas suplementadas com L-arginina

Processo: 11/15051-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2012
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Reprodução Animal
Pesquisador responsável:Marco Antonio Alvarenga
Beneficiário:Hélène Lacerda de Resende
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Equinos   Vascularização em animal   Fluxo sanguíneo   L-arginina   Ultrassonografia Doppler

Resumo

Segundo trabalhos recentes com ultrassonografia Doppler, folículos pré-ovulatórios mais vascularizados são responsáveis por índices de gestação mais altos. Assim como, o aumento do fluxo de sangue no útero pode resultar em maiores taxas de sobrevivência fetal. Estudos indicam que o aminoácido L-arginina pode aumentar o fluxo sanguíneo ovariano e uterino, podendo melhorar as taxas de fertilidade. Deste modo, estudos estimulantes têm sido realizados, trazendo o uso clínico do Doppler cada vez mais próximo da realidade. Ao mesmo passo, a reprodução de animais idosos tem se tornado um grande desafio na reprodução equina devido à obtenção dos baixos índices de concepção e recuperação embrionária. O objetivo do presente estudo é comparar a vascularização folicular, luteal e uterina de éguas jovens e idosas para verificar se há diferença no fluxo sanguíneo nos animais de diferentes faixas etárias. Além disso, avaliar o efeito da suplementação com L-arginina sobre a vascularização folicular, luteal e uterina em éguas jovens e idosas, partindo da hipótese de que esse aminoácido possa aumentar o fluxo sanguíneo.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
RESENDE, Hélène Lacerda de. Comparação da perfusão vascular folicular, luteal, uterina e perfil hormonal plasmático entre éguas jovens e idosas suplementadas ou não com L-Arginina. 2014. 103 f. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.