Busca avançada
Ano de início
Entree

Papel do GM-CSF na reparação do tecido muscular esquelético in vivo

Processo: 11/15417-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2012
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Sang Won Han
Beneficiário:Leonardo Martins Silva
Instituição-sede: Centro de Terapia Celular e Molecular. Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Lesão muscular   Terapia genética

Resumo

A lesão muscular é o evento de maior ocorrência entre esportistas de várias modalidades sendo um fator decisivo no abandono dos mesmos às práticas de suas atividades. A reparação da lesão muscular é um processo lento e, na maioria dos casos, incompleto, devido à ampla deposição da malha fibrótica. Em uma reparação tecidual eficiente observa-se um conjunto de eventos como angiogênese (além de artegiogênese e vasculogênese), fibrogênese e miogênese, regulados por diferentes fatores de crescimento e pró-angiogênicos. O fator estimulador de colônias de granulócitos e macrófagos (GM-CSF) é um fator hematopoiético que atua principalmente sobre mieloblastos e monoblastos. Recentemente demonstramos que este fator promove proliferação e remodelamento de vasos em animais de pequeno e médio porte com isquemia de membro levando a um aumento da massa muscular com melhor força de contração dos músculos, diminuição da fibrose e melhora no perfil histopatológico dos músculos. Estes resultados nos levam a supor que o GM-CSF pode atuar como fator controlador e/ou regulador importante no processo de reparação de tecido muscular lesado, agindo diretamente ou indiretamente nos mecanismos angiogênicos, fibrogênicos e miogênicos. Neste estudo propomos estudar os efeitos do gene GM-CSF na regulação da expressão de fatores angiogênicos, fibrogênicos e miogênicos em modelo de lesão muscular murino. Os resultados a serem obtidos poderão levar a melhor compreensão de mecanismos molecular e celular de lesão muscular e ao estabelecimento de novos procedimentos de terapia gênica para lesão muscular.