Busca avançada
Ano de início
Entree

Temperatura de incubação e preferência térmica na criação: efeitos sobre o tecido adiposo (celularidade, deposição e metabolismo lipídico) e desempenho de frangos de corte

Processo: 11/16238-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2012
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Produção Animal
Pesquisador responsável:Isabel Cristina Boleli
Beneficiário:Vitor Rosa de Almeida
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Assunto(s):Adipócitos   Eficiência   Estresse térmico   Lipoproteínas   Incubação

Resumo

O manejo da temperatura de incubação é relevante para a qualidade da ave recém-eclodida e para seu desenvolvimento e performance no pós-natal. O objetivo deste trabalho é avaliar o efeito da temperatura de incubação sobre a preferência térmica e termotolerância de frangos durante seu crescimento e o efeito de ambas as temperaturas sobre a deposição de gordura corporal e performance pós-eclosão. Serão realizados três experimentos. Exp. 1: Ovos férteis de frango de corte (Cobb®) serão distribuídos homogeneamente pelo peso em seis incubadoras mantidas à 37,5°C e 60% de umidade relativa até o 12° dia de incubação. A partir do 13° dia, os ovos serão divididos em três tratamentos (36°C, 37,5°C e 39°C), sendo 2 incubadoras por temperatura. Serão avaliados: parâmetros de incubação (a perda de massa, e temperatura da superfície dos ovos, a duração da incubação, a condutância, a espessura e porosidade da casca), tecidos adiposo (hipertrofia, hiperplasia, irrigação e presença de macrófagos) e hepático (colesterol, lipídio e glicogênio), parâmetros bioquímicos do sangue (lipoproteinas, colesterol e lipídio totais, glicose), temperatura, peso e composição corporal dos pintos e composição do saco de vitelo. No Exp. 2: ovos serão incubados como no Exp. 1. Após eclosão, os pintos serão criados sob temperatura termoneutra da linhagem e utilizados para determinação da zona de termoneutralidade em diferentes idades (1, 7, 14, 21, 28 e 35 dias) utilizando-se de teste de preferência térmica e desafio térmico. No 3° experimento, ovos serão incubados como descrito para os Exp. 1 e 2. Após a eclosão, os pintainhos machos de cada tratamento de incubação serão alojados até 42 dias de idade em câmaras climáticas mantidas sob três diferentes temperaturas: termoneutra preconizada para a linhagem, termoneutra obtida pela preferência térmica de acordo com a temperatura de incubação (PTI), e quente em relação à PTI. A PTI será determinada no Exp. 2. Serão utilizadas oito repetições de 25 aves/temperatura de incubação/ temperatura de criação. Serão avaliados: os tecidos adiposo (hipertrofia, hiperplasia, irrigação e presença de macrófagos) e hepático (colesterol, lipídio e glicogênio), parâmetros bioquímicos do sangue (lipoproteinas, colesterol e lipídio totais, glicose), pesos e composição corporal das aves, temperatura corporal e desempenho. Os dados serão avaliados pelo procedimento do programa SAS® (SAS Institute, 2002).

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ALMEIDA, V. R.; MORITA, V. S.; SGAVIOLI, S.; VICENTINI, T. I.; CASTIBLANCO, D. M. C.; BOLELI, I. C. Incubation temperature manipulation during fetal development reduces adiposity of broiler hatchlings. POULTRY SCIENCE, v. 95, n. 2, p. 316-324, FEB 2016. Citações Web of Science: 5.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
ALMEIDA, Vitor Rosa de. Efeito da temperatura de incubação e de criação sobre o tecido adiposo e desempenho de frangos de corte. 2013. 112 f. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.